22 agosto 2006

Supremacia divagada...

O senhor Alberto, como sempre contínua imponente e altivo, no seu discurso directo e indirecto.
A maledicência é uma constante utilizada, doa a quem doer, os recados e os insultos são uma aliteração permanente aos senhores do Continente... viva a democracia...todos os insultos serão bem recebidos.
O que se passa com a liberdade? Virou difamação?
Onde alguns dizem tudo o que querem e lhes apetece sem serem punidos pelas palavras e acusações...
Não foi este conceito que aprendi sobre “Liberdade de Expressão”, até porque também não posso escrever tudo aquilo que penso; mesmo tendo poucos conhecimentos sobre a “Constituição da República”, sei que um dos princípios fundamentais diz:

(Estado de direito democrático)
A República Portuguesa é um Estado de direito democrático, baseado na soberania popular, no pluralismo de expressão e organização política democráticas, no respeito e na garantia de efectivação dos direitos e liberdades fundamentais e na separação e interdependência de poderes, visando a realização da democracia económica, social e cultural e o aprofundamento da democracia participativa.
Senhor Governantes do Continente como é possível! Esquecer os tempos de ditadura se ela está presente todos os dias nas páginas dos jornais, quando se leva a um tribunal um jornalista, porque falou algo que não devia e outros insultam-nos descaradamente. Não me admira quando se diz que vivemos na “República das Bananas”, onde as leis existem e não se fazem cumprir. Como cidadã Portuguesa, sinto-me envergonhada e ofendida Agora sou eu quem apela ao Senhor Presidente da República, “Cavaco Silva” e ao senhor Primeiro Ministro, “José Sócrates” que intervenham.
Deixo aqui esta pergunta, se fosse eu que fizesse este comentário às vias de comunicação social, como seria punida?
"Há aqui uns bastardos na comunicação social do Continente. Digo bastardos para não ter que lhes chamar filhos da... que aproveitaram este ensejo para desabafar o ódio que têm sobre a minha pessoa. Não lhes basta mentir sobre a Madeira. Como são bastardos, e têm o complexo de bastardos, também, à mínima coisa, desencadeiam isso (o ódio) sobre mim."(Diário de Notícias 05.06.05) Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim, Presidente do Governo Regional da Madeira.

Conceição Bernardino

1 comentário:

Mário Margaride disse...

Na verdade, Alberto João Jardim, carece, que, quer o primeiro ministro, como o Presidente da República, tomem uma atitude firme e determinada, no sentido de pôr o Presidente do Governo Regional da Madeira, na ordem.
De facto esse senhor é malcriado, insulta os portugueses do continente, age como se fosse um qualquer capatáz, no tempo da colonização, dando ordens e insultando tudo e todos!
É tempo de dizer basta, a esse autêntico "palhaço"! Pois é dessa forma, como ele nos trata, a todos nós!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas