27 agosto 2006

A montanha pariu um rato?


Na edição de hoje, Domingo, 27 de Agosto de 2006, num trabalho da autoria de Ivete Carneiro, poderemos concluir que afinal " a montanha pariu um rato", toda a polémica gerada em torno do fecho de algumas maternidades diluiu-se num fechar e abrir de olhos.
Julgo que cada caso é um caso, e muitas destas polémicas terão sido usadas com fins políticos, ou melhor politiqueiros, porque na verdade em relação ao que não está bem teremos de arranjar soluções, desde que o povo não seja prejudicado por arbitrariedades ou por interesses obscuros e secundários. Já não é de agora, que as parturientes com possibilidades, escolhem o local onde querem dar à luz os seus filhos.
Segundo Correia de Campos " o assunto das maternidades está praticamente encerrado e as mulheres estão satisfeitas", o despacho de Abril é mesmo para ser cumprido até 31 de Dezembro 2006, falta portanto encerrar os blocos de partos da Figueira da Foz, Amarante, Lamego e Mirandela.
Em relação ao caso específico de Mirandela, é diferente julgo que o movimeno cívico por aqui gerado em torno do assunto da maternidade, vem clamar por mais atenção para a região transmontana, que tem sido votada ao esquecimento e abandono por parte do poder político, para além da constante retirada de serviços ao munícipio, contribuindo aínda mais para o êxodo dos filhos da terra. As razões e argumentos apontados pelos mirandenses, são diferentes dos orquestrados políticamente, são razões válidas e genuínas de um povo votado ao abandono e daí o meu apoio à sua luta.
Esperemos que Governo e principalmente o ministro Correia de Campos, não façam ouvidos moucos, e que tenham a capacidade de abertura de diálogo e que oiçam a população de Mirandela.

2 comentários:

Rui Tulik disse...

O Movimento agradece a sua posição. E é de facto uma questão diferente a maternidade de Mirandela, são apontados factos que não são verdade para encerrar esta maternidade, e nesta altura tudo o que possam tirar de Mirandela é grave. Mirandela, o concelho, tem cerca de 25 mil habitantes, 37 freguesias o segundo maior concelho do distrito de Bragança, o Hospital de Mirandela serve cerca de 75% da população do distrito, tem cerca de 98 partos a mais que Bragança (dados de 2005, está mais central, geograficamente, de cerca de 10 dos 12 concelhos do distrito e poderia dar mais razoes, o que é certo é que decidem fechar Mirandela, pessoas que nunca viveram no distrito e nunca fizeram nada por ele, temos fracas condições rodoviárias, querem nos tirar o Comboio da linha do tua porque dizem que dá prejuízo, a carris e o metro de Lisboa e do porto não dão? e nos não contribuímos tal como os outros? e para não faltar nada ameaçam que vão tirar a PSP de Mirandela, temos de ficar calados? não pode ser!!! Este movimento é muito mais forte que interesses políticos é feito de pessoas que sofrem com estas perdas e por isso nos dá mais força. E desde já muito obrigado pela sua opinião.

Bendix2006 disse...

Não sei se a montanha pariu um rato, mas sei que os Mirandenses, vão lutar, têm o meu apoio, o país não é só o litoral, não podemos acabar com o pouco que tem o interior, temos é de criar condições de desenvolvimento de todas as regiões.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas