20 agosto 2006

Luxos em Tempos de Crise


Saiu a semana que passou um despacho do Ministro da Saúde, Correia de Campos, que a maior parte das pessoas que me conhece, sabe que não morro de amores por essa personagem da política Portuguesa, um despacho a pedir mais contenção aos Hospitais Públicos ou seja geridos com o dinheiro dos contribuintes. O ministro pedia menos despesa com questões que não fossem directamente relacionadas com os doentes, entre elas despesas com material de escritório, decoração de gabinetes, material informático não necessário enfim coisas totalmente dispensáveis. Foi dado o exemplo de algumas Unidades Hospitalares que tinham apresentado despesas com viaturas para os membros da administração gastos em renovação de material de escritório e decoração de gabinetes. O despacho no seu todo, está correctíssimo e nesta altura que o País atravessa não poderia ser outro, mas o tom que o ministro incute nesse despacho é um pouco de pedido e não de exigência que ele deveria não pedir mas sim exigir. As Administrações de Hospitais gastam rios de dinheiro em eventos que não lembra a ninguém, aqui à uns tempos assisti num café um funcionário de um Hospital Central a pedir ao proprietário do café para afixar um cartaz de publicidade para uma exposição de quadros, num Hospital, ninguém entende esse cariz cultural de um hospital, pelo menos eu não!!.
Quem pagou os cartazes, por exemplo? O funcionário em horário de serviço não deveria estar no hospital e não na distribuição do tal cartaz? Este é apenas um exemplo, esse dinheiro mal gasto em situações como esta, mas também em situações que nem à praça pública chegam. Muitos dirão que a culpa é do Governo, a min não me parece a min parece me que seja de um sistema de Governação Regional de Saúde que é quem tem directamente poderes na administração de cada unidade hospitalar, essas regiões de Saúde que têm um director deviam ser mais rigorosos no controle de despesas. Por isso eu quando critico o senhor Correia de Campos, sobre o fecho da maternidade de Mirandela critico-o naquela questão mas também sei reconhecer o mérito embora com algumas reservas. Acho bem que o governo venha a acabar com estas despesas enormes que nos saem do bolso de todos.

Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas