20 agosto 2006

Revisão da matéria dada

Como é bom estar de férias!
Acordar com o despertar dos pássaros e a brisazinha do mar.
Acabaram-se os trabalhos de casa, o pequeno-almoço incompleto, o peso abusador das mochilas a correria do costume. O toque estrondoso das entradas e saídas das salas de aulas.
A matéria acabou a televisão voltou...
É preciso entreter os jovens, as crianças, para que não esqueçam a matéria dada do ano transacto, até porque não podemos ignorar que os exames nacionais existem e as famosas provas globais.
Vejam só!
Como somos cultos, estamos prestes a entrar para o “Guinness”, com o maior ranking de sempre, da iteração de algumas novelas portuguesas.
No próximo ano lectivo todos os jovens de certeza que irão tirar excelentes notas na Língua Portuguesa. A Matemática a perspectiva também será boa, pelo menos “a estatística”. Fazendo as contas às horas e às audiências da “Floribella” e “Morangos com açúcar”, passaremos ao top da Ciência Exacta.
Não quero generalizar para não ser mal interpretada.
De facto não tenho nada contra as novelas, só lamento o abuso das televisões ao quererem interpelar o olhar dos jovens a toda a força.
Como vou dizer amanhã aos meus filhos que os meios de comunicação audiovisuais são importantes nas nossas vidas, que poderemos adquirir novos conhecimentos e obter informação?
Já sei cada um só vê aquilo que quer...realmente seria assim se todos os pais pudessem acompanhar o tempo de férias dos seus filhos.
Como é possível no país dos menos nós seremos sempre assinalados os mais...
Onde pára a cultura geral, a aprendizagem, os programas inovadores?
Será que são assim tão caros ou será preferível revestir a realidade em fantasia exagerada em prol dos lucros das audiências.
Discute-se tanto por causa da Educação dos nossos filhos, a carga horária das aulas, a matéria que se deve ensinar, o fecho de escolas, etc...
Agora que fazemos?
Em relação aos horários exuberantes de matéria perdida em audiências televisivas.
Não tarda muito e estaremos todos a pedir à Senhora Ministra da Educação, “por favor reveja a disciplina de História de Portugal, não será melhor altera-la para História das Novelas Portuguesas”.

Conceição Bernardino

2 comentários:

Mário Margaride disse...

É claro que cada um um é livre de ver o que lhe apetece!
Agora se me disserem, que as horas a fio que os nossos jóvens perdem, à frente das televisões não têm influência no rendimento escolar!
Aí...eu já concordo. Mas não é isso que acontece.
No meu tempo...é que eu já sou da velha guarda! Havia programas recreativos instrutivos para todas as idades. Desde infantis, juvenis e para os adultos naturalmente! E havia uma "coisa" chamada tele-escola...que não sei se sabe ou não! Muito ajudava os jovens nos trabalhos escolares. Mas, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Qualquer dia! Dá-se nas escolas, aulas sobre as novelas! Sinais do tempo!

A. João Soares disse...

O facto de as televisões não ajudarem na formação dos nossos jovens e até de os desajudarem é preocupante. E não é apenas o facto das telenovelas, mas também o excesso de futebol e o desinteresse por outras actividades atléticas, mais elevadas embora menos rentáveis para os cofres dos que do futebol beneficiam. Os programas que incitam à violência também são deturpadores das mentalidades dos jovens, já bastante abaladas pelos factos reais que os adultos «utentes» do Poder lhes metem à frente dos olhos - Líbano, Iraque, Afeganistão, Sri Lanka, etc.
Por onde havemos de começar a desenlear o fio da meada para melhorar a vida dos nossos netos? Temos que fazer algo para que filhos e netos não nos acusem de lhes termos legado um mundo inabitável. E o Mundo não deve ser encarado como uma herança dos nossos avós, mas sim como um empréstimo dos nossos netos a quem o devemos devolver em bom estado.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas