27 dezembro 2006

CORRUPÇÃO NO IEFP... NÃO, APENAS PANELINHAS!!!

O amigo Mário Relvas, num comentário que fez, acerca dos desempregados, num post do amigo Margaride, falou na "corrupção" no IEFP, e que este não era controlado pelo governo, e a mim caiu-me a ficha, levando-me a recordar, uma situação que se passou comigo e com o IEFP, em 1988, sim à 18 anos atrás, que foi, e passo a contar, o seguinte:


Estavamos em 1988, eu tinha apenas 16 anos, e como todos os jovem, numa fase difícil da vida, e o meu pai, com a preocupação natural, para com um filho que não sabe muito bem o que quer, encostou-me à parede um dia e disse-me, que eu tinha de decidir, em casa é que não podia ficar, ou ia trabalhar, ou estudava. A escola não era o meu forte (devido, sei lá, ás companhias de então), e decidi tirar um curso da CEE (aqueles a fundo perdido). Fui falar com um amigo dele o Sr. Ferreira, na rua de Guedes de Azevedo, no Porto, que me encaminhou para a inscrição no dito curso (Electrónica), que começaria em Agosto desse ano, nós receberia-mos o passe (STCP), Subsídio de refeição, e uma bolsa (tudo somado dariam 32 mil escudos + ou -). Começaram as aulas, em que 2 dias por semana, estagiava-mos numas empresas (que recebiam da CEE, para nos formar), até aqui, tudo bem, mas em Dezembro desse ano, começou o meu martírio:
  1. A empresa, onde eu estagiava (ACÚSTICA, Valongo), não me proporcionava os devidos ensinamentos para eu adquirir os conhecimentos necessários, a fim de transitar de ano (Conclusões tiradas com colegas que estagiavam noutras empresas, que estavam bem mais preparados, em apenas 4 ou 5 meses de aulas/estágio), pois eu lá na dita, servia de transportador de caixas, e embalador, porque de electrónica, só a cortar fios para os técnicos.
  2. Falo do sucedido ao Sr. Ferreira, que me encaminhou para o director de cursos, um tal de "Sr. Alípio", que de prontificou de imediato a resolver a situação, pedindo-me para deixar de ir para a dita empresa. As faltas à empresa, constituiriam falta injustificada e perda de retribuição. Mas como tinha sido o director de cursos a mandar dizendo que me iria resolver a situação, sem sofrer qualquer sanção, obedeci.
  3. Em Março do ano de 1999, escândalo no IEFP, (aquele desvio de milhões de contos, em que o tutelar do IEFP na altura era o Dr. Bagão Félix), e eu sempre a levar no pêlo, pois a minha situação, ainda não estava resolvida.
  4. ESPANTO, o Sr. Alípio, mandou-me uma carta para casa a chumbar-me por faltas. Eu tentei falar com ele + de uma dezena de vezes, sem sucesso, pois já andava a ser apertado pela judiciária, no caso da apropriação do graveto da CEE. Claro que era minha palavra contra a dele, mas eu tinha esperança, foi em vão, não acabei o curso, e em pouco tempo ele foi engavetado, o Dr. Bagão Félix, demitiu-se, e mais tarde deu no que deu. FOI TUDO ABAFADO.
AQUI ESTÁ UM EXEMPLO VERDADEIRO DE CORRUPÇÃO, PASSOU-SE COMIGO, E PARA MEU ESPANTO, VIM A SABER MAIS TARDE QUE O SR. ALÍPIO, FICAVA COM O DINHEIRO DAS FALTAS, DESCONTANDO-O A NÓS. E COMO SOU PEQUENINO, FIQUEI A BERRAR.

HÁ QUE TER CORAGEM DE DENUNCIAR.

5 comentários:

Mário Margaride disse...

Amigo beezz. Como eu digo no outro post em baixo. Portugal é fértil em "CHICOS ESPERTOS". Em todas as vertentes. Quer ao nível dos funcionários, como ao nível do poder político. E naturalmente também, o "zé esperto", faz o mesmo!
Isto amigo beezz, é uma bola de neve...começa a engossar, a engrossar! Depois, é quase impossível trava-la.
A ver vamos se é desta!
Um abraço
M.Margaride

A. João Soares disse...

Caro Amigo Beezz
Fez bem em denunciar este caso. Não podemos deixar andar. Deve haver por aí fora muitos casos de corrupção e outros tipos de desonestidades. É imperioso que quem tenha conhecimento e quem se sinta lesado não fique de braços cruzados e refile, usando todos os meios ao seu alcance.
O País está podre e não devemos ficar à espera de um milagre: temos de ser nós a recuperar os bons princípios. Não podemos esperar que venha algum anjo milagroso de qualquer ponto mundo resolver o nosso problema.
Não basta dizer que isto está tudo podre, é preciso expurgar a fruta e separar a podre da sã. O País não é do outros; é nosso! Não se deve repetir o que se passou em Oeiras, Gondomar e Felgueiras, onde o povo votou em indívíduos que estavam a contas com os tribunais por erros cometidos nas autarquias.
Força amigos.
Um abraço e votos de que 2007 seja melhor do que 2006.
A. João Soares

MRelvas disse...

Obrigado amigo beezz por ter aqui dito mais esta verdade!Mas será que acabou?

A verdade acima de tudo!

Parabéns

Um abraço

MR

victor simoes disse...

É verdade, muitos chicos espertos, se aproveitaram e aproveitam da inoperância e da inactividade das nossas entidades fiscalizadoras. O que é certo é que rabos de palha, andam pr aí muitos... mas atentem nas prescrições!!!
Também se paga para retardar processos... e aínda se ouve, dizer hoje em dia, que "com dinheiro, tudo é possível". En quanto, esta frase se ouvir, " com dinheiro, tudo é possível", está tudo dito; corrompem-se fiscais, polícias, técnicos judiciais, políticos e até juízes! É o país que temos!

Anónimo disse...

Que em 2007 sejas um ser ainda mais consciente em todas as tuas acções e pensamentos para que todos juntos na nossa Nave Terra possamos elevar a vibração do mundo a um nível mais luminoso, mais ecológico e sustentável...

Um bom ano Terrestre em 2007 para ti.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas