11 dezembro 2006

Cuidado com a esmola

“Mais de metade dos reformados passará a receber 230 euros por mês, ou 7,5 euros por dia”.
Bravo senhor ministro este é um dos métodos legal, inteligente e ao mesmo tempo lucrativo, para os cofres do estado. Como é fácil iludir com umas migalhas, aqueles que ralham com razão, porque não suportam os custos do pão. Como é fácil aplicar a regra de três simples aos mais desfavorecidos, sacando-lhes um sorriso de ignorância entre as contas e a isenção de taxas moderadoras.
7,5 Euros por dia em troca de quê?
Realmente teve um acto merecido de aplausos, é pena que não tenham esclarecido com a verdade os reformados que estas medidas podem implicar a perda de isenção das taxas moderadoras.
Um reformado que seja viúvo, dependente de uma terceira pessoa, ou seja, um incapacitado, com carências de higiene e cuidados inevitáveis, passará a ter menos capacidade de sobrevivência.
Passando a factores lógicos: pondo a hipótese que o ordenado mínimo se estabeleça nos 403 euros mensais, quem ultrapassar este valor deixa automaticamente de estar isento de taxas moderadoras e dos custos indevidos aplicados à nossa saúde em degradação.
Assim sendo agora preste atenção, se estiver inserido nesta lista de ultrajados: se é viúvo, reformado e dependente faça bem as contas;
- Se for viúvo, já sem aplicar aumento nesta pensão, se recebe 134,01/mês some-lhe mais 230.16/mês de pensão mínima o que soma 364.17, adicionando-lhe ainda, o complemento de dependência de 88.53/ mês dá um total de 452.70/mês.
Se estes rendimentos são auferidos por um reformado cujo valor ultrapassa o salário mínimo nacional, irá este perder o direito que lhe assiste de isenção por ultrapassar 49.70 euros (SMN)?
Tiveram esta situação em conta, quando aplicaram estas medidas ou vão estes infelizes pagar a factura que não lhes pertence?
Por favor tenham em atenção as necessidades destas pessoas famintas de calor humano.


Conceição Bernardino

4 comentários:

david santos disse...

Olá!
É para repartir por os que "sacam" milhões.
Um abraço.

Mário Margaride disse...

Olá minha amiga! São estas situações degradantes, e injustas. Que quem está bem na vida, pouco se importa! É isto! São estas situações, que muitas pessoas irão sentir na carne. Enquanto outros...bem "almofadados"...pedem, mais e mais!
Era bom que AQUELES, onde esta situação nunca lhes acontecerá! Deitem a mão na consciência, e deixem de reclamar, por tudo e por nada.
Um beijinho
M.Margaride

Beezzblogger disse...

É verdade amiga, isto está de veras, odre, e quando o santo vê muita esmola desconfia, já dizia o ditado, olhe fica para vermos onde é que isto vai dar...


Abraços


Beezz

MRelvas disse...

Cara amiga,

a questão da reforma tem muito pouco que se lhe diga...não há dinheiro!

Pagam os do costume,aqueles que esperam ou esperavam beneficiar dea reforma paga por um estado que se diz social!

Talvez um dia eu conte a minha história...não é assim tão fácil!

Foi preciso e ainda é muito esforço e luta!

Com valores,com a coluna dorsal bem DIREITA.Podia estar rico,corrupto,como tantos,mas este pascácio fala em códigos de honra...alinha sempre do lado dos mais fracos,,,um dia...


Abraços

Mário

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas