23 dezembro 2006

SEGURANÇA RODOVIÁRIA NO NATAL


A GNR mobiliza mais de dois mil militares para patrulhar as estradas no âmbito da Operação Natal e Ano Novo, a fim de contribuir para o reforço da segurança nas estradas, através de uma condução mais prudente e com vista à redução do número de acidentes e de vítimas.

Eles aí estarão, durante 10 dias, nas auto-estradas, estradas nacionais e itinerários, a cada hora do dia e da noite.

Esta notícia vem recordar-nos a intenção inconcebível, evidenciada no início deste semestre, de considerar estes agentes da autoridade em condições idênticas às da generalidade dos funcionários públicos. Mas fica a pergunta se, olhando a sério, com os olhos abertos, alguém encontra algum funcionário público a ir trabalhar, nestes momentos festivos de feriados e tolerância de ponto, sem horário, a qualquer hora do dia ou da noite, a correr riscos de ser atropelado ou agredido a tiro ou de outra qualquer forma? No entanto, esses riscos são reais e já têm vitimado muitos militares da GNR. E além dos agentes, também os familiares sofrem as consequências de tais perigos.

Será sensato e inteligente que os políticos, ao «pensarem» nas «regalias» de tais profissionais e as compararem com as de qualquer «manga de alpaca», tenham presentes as condições de trabalho e os perigos que lhes pesam sobre os ombros e são extensivos à suas famílias (às viúvas e aos órfãos).

6 comentários:

victor simoes disse...

Amigo JoaoSoares, é bem verdade. As diferenças são muitas mesmas, mas os nossos políticos, julgam que estes homens são ums sortudos privilegiados e claro para além dos políticos, mais nehuma classe, deverá ter direitos!

Boas Festas, Feliz Natal e em especial haja saúde!

MRelvas disse...

Caro A. João Soares,tudo irá ao lugar...assim esperamos,para bem do país e é claro de todos nós!

Festas Felizes e muita saúde,para si e família.Para os seus amigos de 4 patas também!

Beezzblogger disse...

Amigo A João Soares, concordo que os polícias e agentes da autoridade, não sejam equiparados com o resto dos funcionários públicos, mas discordo quando diz que eles vão trabalhar nesta quadra e o restante não vai.

A minha esposa, amanhã véspera de Natal vai trabalhar, e é funcionária pública, a minha cunhada vai trabalhar amanhã e não é funcionária pública (trabalha no comércio) e como elas milhares neste país.

De facto comecei por dizer que não concordo com as comparações de agentes de autoridade com funcionários públicos, mas há coisas que são comparáveis, as do trabalho em si. A s que não o são, são de cariz meramente de risco, de progressão em carreira e outras que mais.

Feliz Natal, e um próspero ano de 2007 para si e para os seus, e com a companhia, claro, sempre agradável das suas cadelas que devem ser um amor.

A. João Soares disse...

Amigos Víctor, Mário e Beezz, Agradeço a simpatia da vossa atenção.
Claro que há quem trabalhe fora das horas normais. Mas o que está em causa é de, entre os funcionários públicos , pretenderem não ver as condições especiais daqueles que fazem trabalhos diferentes em horário, em disponibilidade permanente, em perigosidade e em cerceamento dos direitos de cidadania configurados na Constituição.
Tenham um Feliz Natal, com saúde e boa disposição.
Quanto aos amigos de quatro patas ainda há pouco a minha velhinha diabética teve um ameaço de hipoglicémia. Além dos tratamentos regulares, é preciso estar atento aos mínimos sintomas de mal estar para aplicar logo um antídoto. Poucas pessoas doentes são objecto de cuidados tão regulares!

MRelvas disse...

Caros amigos,ontem amigo beezz vinha no Correio da Manhâ um agente da BT da GNR que nunca passou um Natal e Ano Novo com a família desde 1985...

Apenas pedia para o Comando alternar o natal e ano novo,mas é quando eles são mais empenhados.Diz também que o comando apenas permite a passagem pelo posto a meio do turno para beberem em conjunto um cálice de vinho do Porto!

É uma realidade diferente,muito diferente que coheço BEM!

Um abraço

MR

Paulo Sempre disse...

São homens e mulheres (poucas ainda) da GNR que com abnegação, brio e motivação, patrulham as estradas de Portugal nesta "quadra" festiva. A ele(a)s, o meu reconhecimento.
Tenho amigos da GNR que estão na operação NATAL/ANO NOVO,são soldados e Sargentos Licenciados e Mestres que em pról da segurança dos outros levam a sua genorosidade ao ponto de continuarem a não ser propmovidos à classe de oficias pelo simples facto do Governo ainda - em 13 anos - não regulamentar o Artº 213º do seu Estatuto "os licenciados são promovidos a oficial se titulares de uma licenciatura".Ainda assim continuam numa generosa devoção pelo próximo...
O dever do legislar por parte do Estado parece ter sido esquecido por este. Esta omissão, talvés seja a maior revolta dos dos Sargentos e Soldados "Drºs", mas uma revolta silênciosa...porque a lei da rolha ainda cala muitas gente.
Bom blogue
Obrigado

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas