25 dezembro 2006

O poder da música em adolescentes grávidas

Existem projectos em que se utiliza a expressão corporal acompanhada de música como terapia de grupo com o propósito de apoiar adolescentes grávidas.

Tais projectos têm como objectivo despertar o afecto, estimulando gestos de carinho entre as participantes e levando-as a sentirem carinho pelo bebé que carregam no seu ventre, evitando assim que rejeitem os seus filhos e/ou tentem abortar pondo em risco a vida de ambos.

Utilizando a música para que a revolta, medo, amargura, rejeição e todos os sentimentos destrutivos sejam extravasados, sendo ao mesmo tempo conduzidas por um bom coordenador de grupo, as adolescentes podem gradualmente ser despertadas para o compromisso com a própria vida e com a vida dos seus filhos.

Alexandra Caracol

11 comentários:

Paulo Sempre disse...

Conhecia o poder da música nos aviários...agora nas gravidas.
Será que tenho um sobrinho por causa da Amália Rodrigues???
Paulo

A. João Soares disse...

Frequentei umas aulas de Psicologia do Crescimento ou Psicologia Genética e fiquei inteirado de que o estado psicológico da grávida influencia o psíquico do bebé cuja memória se desenvolve muito mais cedo do que as pessoas julgam. A música, os aromas, os momentos felizes, os prazeres da comida e da bebida, as distracções,tudo isso tem influência positiva no bebé.
Mas, quanto à música e reportando-me a um outro escrito da Amiga Alexandra, há que evitar músicas alienantes por o seu efeito poder perturbar o desenvolvimento da psique do bebé. Nada de criar monstros dlinquentes!!!
Beijinhos à Amiga Alexandra
A. João Soares

victor simoes disse...

Cara Alexandra, na verdade o estímulo pela música, é também útil não só para a situação de ajuda a adolescentes grávidas, como também em patologias clínicas. No caso particular o despertar de sentimentos e afectos é importante, na valorização da vida e crescimento do afecto. Ajuda a futura mãe, a reforçar laços com o filho que trás no seu ventre.

Antonio Delgado disse...

Há alguns estudos que defendem ser a música classica um excelente calmante para a tranquilidade do feto na barriga da mãe. Li também varias cronicas sobre o poder da musica, no ciclo vital, das plantas domésticas.

Em Cuba, há uma ideia entre muitos jovens, de deverem a sua existencia à musica de Silvio Rodriguez.
...Será mesmo assim!?

Cordialmente

Antonio Delgado

Alexandra Caracol disse...

Caro "Paulo sempre"

Na verdade aquilo é só uma pequeníssima parte do poder que a música tem nas nossas vidas e eu tenho o privilégio de ter algum conhecimento nessa área pois frequentei aulas de pino no Conservatório, dei aulas mais de 15 anos lidando com todo o tipo de pessoas, com diversas deficiências, incapacidades e diferenças em diversas áreas e situações.

Em especial tenho uma filha de 8 anos com a qual fiz trabalho na área da música desde que tive conhecimento que estava a ser gerada no meu ventre.

Um exemplo do resultado obtido pode ser visto no meu post em

http://violada_mas_nao_vencida.blogs.sapo.pt/13400.html

que mostra o que o poder do ensino precoce, o acompanhamento sempre dotado de amor e carinho pode ajudar a obter resultados incríveis.

Com dois anos e meio apenas minha filha já tocava piano, aos 4 anos deu seu primeiro recital na Casa do Artista, aos 5 anos fez exames junto de crianças com idade a partir dos 11 e 12 anos e entrou no Conservatório Nacional para o piano. Por opção, aos 6 anos decidiu começar a aprender a tocar violino. Como pode ver toca violino há 2 anos e já com a desenvoltura que se pode presenciar no endereço referido acima.

Durante os anos em que leccionei vi a música proporcionar coisas incríveis. Vi deficientes com paralisia conseguirem passar a fazer coisas que antes não faziam. Vi pessoas ficarem curadas na sua auto-estima, vi coisas maravilhosas, podendo constatar que a música tem um grande poder mediante a forma como a utilizamos.

Em fins de Janeiro deste ano será lançado mais um livro escrito por mim que trata precisamente desta área e que se intitulará “A cura pela música (e não só...)”.

Bem Haja

Alexandra Caracol disse...

É verdade meus amigos.

As pessoas nem se apercebem que diariamente estamos rodeados de sons que despertam em nós as mais variadas emoções e reacções. Passam despercebidos mas acabam sempre por interferir na nossa vida.

Não só têm poder nas jovens grávidas adolescentes, mas em todos os seres vivos.

A criação está repleta de música: o borbulhar da água, as ondas do mar, os animais, o barulho do tráfego numa rua de movimento à hora de ponta e tudo o que nos rodeia.

No mínimo, a sabedoria está em protegermos os nossos “ouvidos” de sons que possam prejudicar nosso equilíbrio interior e rodear-nos de sons que nos transmitam paz, descanso e harmonia.

Beijos com amizade para todos

Alexandra Caracol

A. João Soares disse...

Estamos sempre a aprender. A Amiga Alexandra dá-nos aqui uma lição muito eloquente sobre os benefícios da música. Certamente que enquanto escrevia os comentários estava a ouvir uma bela marcha militar, tal o ritmo do texto e o poder de convicção. Conquistou-me para ouvinte de boa música!
Parece que estou a brincar, mas levo isto muito a sério, como aliás se deve notar pelo primeiro comentário que aqui deixei.
Beijinhos
A. João Soares

Anónimo disse...

http://suavelatigodulcespalpitos.blogspot.com/

elalcaravan disse...

isso é bom o que estão fazendo, eu havía escutado sobre a músicoterapia, o efeito motzar nas crianzas.
lembranças, el alcaravn´de chile

MRelvas disse...

A musicoterapia também é usada na deficiência,nomeadamene no autismo ...

beijinhos Alexandra

Alexandra Caracol disse...

Sim amigo Mário

A melhor forma de ajudar os meninos com autismo é a música para não dizer que é praticamente a única forma de trazer esses meninos para o "nosso mundo".

Um beijinho com amizade

Alexandra

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas