17 dezembro 2006

GRITO DE ESPERANÇA

Em tempos idos escrevi vários poemas que ficaram esquecidos.

Senti desejo de aqui dar a conhecer algo do que escrevi tendo consciência de que este não é o meu forte. Mas decerto me perdoarão a singeleza, olhando somente para a intenção de partilhar convosco algo que fez parte do meu passado.

Dedico este poema a todos os que de alguma forma já amaram e se sentiram impedidos de mostrar o seu amor, pelo menos com a força de todo o seu sentir.

Em especial dedico a todas as mulheres que por terem sido ensinadas a retrair seus sentimentos para não serem rejeitadas e maltratadas pelos familiares e pela sociedade, sufocaram no seu peito palavras e atitudes de amor e de desejo, que ficaram enterradas e esquecidas pela vergonha do seu sentir, por serem mulheres.

Grito de esperança (clique aqui)

Eu sei que um dia vou poder ser livre,
em vez de amordaçar o meu sentir
por que um dia vou poder dizer
a força com que te amo.

Um dia vou poder gritar bem alto
sem amordaçar o desejo
por que nesse dia vou libertar
todo o fogo que há dentro de mim.

Mas se esperar muito por ti
e me inundares com a tua água,
o meu fogo vai-se apagar
antes que o amor o salve.

Antes que a água me inunde
prefiro ser morta pelo fogo,
consumida pelas labaredas
mesmo que no fundo sofra.

Mas eu sei, com um sentir de esperança
que um dia vou poder ser livre
para com fogo amar até ao limite
sem deixar que me impeçam.


Alexandra Caracol

4 comentários:

Beezzblogger disse...

Amiga, bom dia, deixe que lhe diga que de singelo este poema não tem nada, muito bonito, profundo e dá que pensar, eu já pus a minha esposa a ler, e ela achou fantástico, eu acho que particularmente ao que escreve, prosas, devia apostar também na pesia.

Um abraço do Beezz

Mário Margaride disse...

Amiga Alexandra. É sempre possível voltar a ser feliz. A infelicidade e a amargura, não é exclusiva das mulheres. É um sentimento, que todo o ser humano sente...
Prabéns, por este lindíssimo poema!
Um beijo
Mário.

Conceição Bernardino disse...

Belo minha amiga...
Vamos Gritar...
jinhos

victor simoes disse...

Felizmente a mulher cresceu, felizmente a mulher ganhou autonomia. Hoje aínda que a sociedade permaneça injusta, caminha num sentido melhor, a exorcisação dos fantasmas e algemas sociais, são o objectivo. A bem do reconhecimento da plena igualdade de género e do papel da mulher na construção de um mundo melhor.

Um grande beijinho

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas