26 fevereiro 2007

Eterna Saudade!



Joaquim Pires Simões
PSarg. OPRADET/OPCART

da Força Aérea Portuguesa
02-04-1936 / 26-02-1999




Pai, obrigado!
Pelo homem que de mim fizeste,
E o tempo que me dedicaste,
Pelo amor que me deste,
E os ensinamentos, p’ra vida.
Não foram em vão,
Ainda hoje, me guiam,
Me servem de orientação!
Meu pai, amigo e companheiro,
Sempre presente a ajudar-me
Foste o meu ídolo, e herói
Sobretudo um grande pai.
Com saudade te relembro,
A nostalgia me faz sofrer,
Na alma a ferida que ainda dói,
A dor de te perder,
O melhor pai do mundo,
Pai obrigado!



Dedico este poema ao meu querido pai,

faz hoje oito anos que nos deixaste.

A Saudade, e a lembrança

Está sempre presente no meu coração!

5 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Amigo Víctor Simões,
A vida tem um fim para todos e é preciso ser vivida com dignidade em cada dia que passa. O seu pai teve sem dúvida uma vida cheia de boas acções, criando afectos e desenvolvendo valores à sua volta, principalmente na família e isso está bem comprovado no amor filial que o Víctos demonstra com esta recordação e evidência da saudade e de admiração do homem que o criou e educou.
Já não são horas de lhe manifestar sentimentos , mas de o felicitar por este seu gesto muito expressivo.
Um abraço amigo
A. João Soares

MRelvas disse...

Caro Victor, no dia em que o amigo recorda a partida de seu Pai para a última Missão, é o mesmo dia em que nasceu há 19 anos o meu Bruno.

É a vida.

O dia 26FEV está interligado nas nossas vidas!

O seu Pai mira-o, lá onde está com orgulho na semente continuada que segue os caminhos da orientação por ele enunciados.

Um abraço e bem haja ao seu Pai e ao Victor Simões!

Mário Relvas

Tiago Carneiro disse...

Grande abraço Victor.

As nossas vidas só valem o que de bom fazemos e as memórias que deixamos aos nossos quando partimos.

Essa saudade pelo seu Pai demonstra que fez algo na vida e que as memórias que deixou valem uma fortuna.

Abraço
Tiago

Beezzblogger disse...

neste momento só lhe quero mandar um grande abraço de consolo, e esperar que o seu pai esteja onde estiver, estará orgulhoso de si.

Abraços do beezz

papagaio da suica disse...

So lhe posso dizer obrigado.
o seu poema tranmite tudo que sinto pelo meu pai.o zeliveira se desconfiasse o quanto o filho o ama ,acho que desconfia desfasia-se em lagrimas ao ler isto pois pensava que tinha sido eu que tinha escrito.abraco .m.o

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas