09 fevereiro 2007

UM PEDAÇO DE NADA...

Um pedaço de nada
Quem assim te faz sentir
Com a vida amargurada
Novos dias hão-de vir

Novos, velhos, crianças e os demais
Sofrem todos os dias
E todos os dias são iguais

Mais miséria, mais fome
Menos dignidade, menos alegria
Se a nós tudo nos consome
Seja noite ou seja dia

Pedaço de nada
Ele disse basta
Pois sua vida é abençoada
E de tudo que precisamos nos afasta

Falta a justiça, a educação
Falta a saúde, e uma boa administração
Falta a coragem dum povo
Para derrubá-los até ao chão

Um pedaço de nada
É o que custa a fazer
Uma grande revolução
E se preciso for, morrer!


CARLOS ROCHA

2 comentários:

Alexandra Caracol disse...

Meu amigo

Depois de analisar o que escreveu digo-lhe o seguinte:

1 - Não deve deixar de fazer poesia e neste caso quadras pois tem esse dom ainda que precise de ser lapidado (é um diamante em bruto).

2 - Sempre que escrever alguma coisa, mesmo que seja poesia tente colocar-se no lugar de quem está a ler e que não está "dentro da sua cabeça". Ou seja, cuidado para não cortar as ideias a meio e/ou entrar em contradição nas frases, porque não deu seguimento às ideias por ordem, que nos leve a compreender melhor o que quer transmitir.

3 - Dependendo do que pretende transmitir: só o seu pensamento sobre as coisas, ou se pretende ensinar algo também, deve escrever lembrando-se do propósito que deseja atingir.
- Se pretende só mostrar seu pensamento então basta limitar-se a "despejar as suas ideias"
- Mas se pretende ser didáctico, terá que depois de exprimir suas ideias, preocupar-se em deixar alguma esperança nas pessoas ou até dar ideias para soluções.

Esta é a minha opinião, mas continuo a recomendar que explore esta sua vertente pois é um diamante valioso que precisa de ser lapidado.

PS Não sou detentora da verdade e pessoalmente, ainda estou a estudar para melhorar meu português entre outras coisas.

Beijinhos

Alexandra Caracol

MRelvas disse...

Caro beezz, vamos em frente.

Gostei desta sua poesia.Gostei da sua "estreia",A cima de tudo gostei do que disse!

"Falta a justiça, a educação
Falta a saúde, e uma boa administração
Falta a coragem dum povo
Para derrubá-los até ao chão"

Precisamos de coragem para dizer-mos a verdade!Sem verdade não vale a pena viver!

Um abraço forte

Mário Relvas

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas