07 fevereiro 2007

REFERENDO AO ABORTO PROVOCADO, DEFINITIVO

Excerto do artigo de «mentiroso em Mentira

Nos outros países criou-se uma autêntica rede de apoio às famílias, à maternidade, aos nascimentos, à formação das crianças, creches gratuitas e instrução adequada e especializada. Promoveu-se o aconselhamento e a planificação familiar, a educação sexual, a ajuda às mães menores e jóvens. Este conjunto de medidas formou uma juventude com qualidades superiores e melhor preparada. Abriu outros caminhos para além do aborto.

Ler todo o artigo

2 comentários:

MRelvas disse...

Caro A. João Soares, efectivamente era por aí que o SIM e o NÃO deviam começar dando as mãos!!
Mas isto provoca facciosismos que não permite ver a luz e a discussão para lá do sim ou não e dos ínteresses polítiqueiros por de trás!

Abraços
MR

Bendix2006 disse...

Excelente texto, retrata fielmente o que se passa numa Europa de vanguarda. Nós por cá somos os da cauda. Por inépcia e incompetência de quem nos tem governado. No Luxemburgo o subsídio de abono de família, é de 260 Euros, por criança... sem dúvida um país onde o aborto não se coloca.

Um abraço

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas