28 fevereiro 2007

A tragédia da locomotiva 6205

«Três pessoas perderam a vida e as linhas de caminhos-de-ferro portuguesas morrem aos poucos»

Os erros renovam-se, a negligência persiste, o luto permanece, os culpados, esses, ninguém os encontra, apenas abalam.
É desta forma que o nosso país tem evoluído!
Nota-se através da linha do Tua, bastaram dois pedregulhos. Um de enormes dimensões desafiou a escarpa, abalroando a locomotiva 6205. Levando-a de arrasto às aguas do rio Tua, vitimando três pessoas e ferindo outras duas.
Não sei se por obra do divino ou do destino, não viajara mais ninguém naquele fatídico dia na automotora.
Que vão fazer agora os governantes, lamentar, indemnizar?
As lágrimas que a saudade não cura, as vidas que não voltam, sinto-me hostilizada, porque não vivemos com aprendizagem das fatalidades sucedidas. Aparentemente vamos vivendo no país, (deixa andar).
Não vai assim há tantos anos (2001), que vivemos o sofrimento, a tragédia da ponte Hintze Ribeiro, em Castelo de Paiva morreram 59 pessoas.
Todos conheciam o problema, a decadência, o desgaste deste monumento, assim como tantos outros, mas vai-se fechando os olhos.
A culpa é sempre das pedras, dos (calhaus) que teimam em fechar os orifícios...então arranjam-se cobaias “ seis engenheiros, alguns já reformados”, coitados, já sem idade para cumprir penas. Mas alguém tinha que se sentar no banco dos réus.
Não podem dizer que não houve julgamento, (cego, surdo e mudo), mas houve, se foram ilibados então não são culpados...
Mas os verdadeiros culpados, esses, ninguém lhes consegue por a mão, são poderosos demais para assumirem seja o que for!
Lamento imenso estes acontecimentos descomunais, que dizimam a vida de tantos inocentes em prol da cegueira. Lamento que num país como o nosso onde o investimento e a evolução não chega aos meios rurais, ao património enfraquecido pelos anos e não se pense na segurança dos que habitam nestes meios.
Fico deveras surpreendida quando se fala da OTA e do TGV, querem fazer desenvolver o crescimento económico, até entendo porque não sou nenhuma ignorante, só não entendo como conseguem lidar com o resto do país como se fosse apenas tudo paisagem em degradação.
Ate quando vão culpar os pedregulhos?

Conceição Bernardino

3 comentários:

Beezzblogger disse...

Até quando?, Pelo memnos até haver uma outra, qualquer revolução, mas que meta sangue e em que rolem cabeças, dos políticos pelo menos...

Abraços do beezz

A. João Soares disse...

A Conceição diz que não é ignorante. Antes o fosse, para ver mais tranquila como a maior parte da população alheia às tristes realidades, adormecida pela propaganda governamental, agora deste, ontem de outro.
Como será bom viver aqui quando não houver ignorantes nem inocentes ingénuos que se deixem embalar pela propaganda. É preciso estarmos esclarecidos sobra a realidade nacional.
Abraços
A. João Soares

victor simoes disse...

E verdade Conceição, arranjam-se os bodes expiatórios e os trutas, os verdadeiros responsáveis, ficam impunes. Ficam livres, para aqueles cargos de administração nas empresas públicas. Para mais tarde, depois da poeira assentar, voltarem à militância partdária.

Em relação à Ota, já sabemos que há muitos jogos de interesse em torno do negócio... quem vai pagar? Os portugueses, é claro e quem beneficia? Os interessados, que vão ganhar umas luvas, comissões, especuladores imobiliários, bancos,etc...etc!
Já ouvi dizer, que um ex-chefe de estado, tem lá muitos terrenos, não sei, se terá ou não! Mas, que se comenta, é verdade.
E Portugal, ficará hipotecado por mais uma gerações e o povo, a apertar o cinto, por causa da feira de vaidades dos mégalomanos, que nos governam!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas