16 fevereiro 2007

Ministro ecologista?

O ministro Pedro Silva Pereira afirmou há dois ou três dias atrás que o desenvolvimento falhou na atenção ao Ambiente, considerando inclusive que as instituições internacionais para o desenvolvimento sustentável carecem elas mesmas de eficácia. É de assinalar positivamente que surja um governante deste país (coisa inédita ou quase inédita de há muito a esta parte, sucedendo quase sempre algo nos antípodas de tal coisa) a considerar que o desenvolvimento não tem vindo a dar a devida e fundamental atenção ao ambiente. Curiosidade das curiosidades, Pedro Silva Pereira foi secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza entre 1999 e 2002 (quando José Sócrates titulava a pasta do Ambiente) e nem por isso o desenvolvimento sustentável e o Ambiente mereceu a atenção e a consideração devida e necessária por parte destes governantes/políticos e de praticamente todos os que têm passado pela governação. Muito pelo contrário, as políticas ambientais neste país têm sido extremamente desastrosas, de elevado desprezo pelo Ambiente e quase sempre em função dos interesses económicos e financeiros de uns quantos.

5 comentários:

victor simoes disse...

Caro Bento, bem vindo ao "A Voz do Povo", parabéns pelo tema!
Na verdade os interesses, de alguns sobrepõem-se ao da maioria, ou seja dos portugueses.
Para além do que focou, gostaria de reforçar a evidência de más políticas ambientais e o contracenso destes governantes.
Meus amigos, agora que todo o mundo civilizado, quer apoiar medidas de protecção ambiental, os governantes portugueses, penalizam quem as desenvolve, é o caso da fábrica de biocombustíveis, que está a produzir muito abaixo das capacidades. O Governo português,limitou o subsídio a uma cota de produção, se for excedida, passa a taxar com impostos iguais aos das gasolineiras.
Que grande hipócrisia, a quem servem os nossos governantes?
Estão já à espera do emprego numa petrolífera, quando deixarem a política.
Estes senhores não são sérios, e as políticas ambientais, falham por estas e outras mais!

Um abraço

MRelvas disse...

Caro Bento,

por vezes olhamos para as pessoas e sentimos capacidade, esforço e dedicação....quando olho para esse senhor responsável pelo ambiente degradado que temos em Portugal,não vejo nada, a não ser um sentimento de mais um inútil para nós, mas seguramente bem útil para a sua vida pessoal.

Gostava que Sócrates desse o braço a torcer quanto antes sobre a inutilidade de muitos dos seus ministros...

Reparou que Manuel Pinho não mais falou desde que veio da China?Enfim...povo sofre!

E o povo deve gritar bem alto que o facto de ter votado sim no aborto,não significa que tenha votado PS ou apoiado a política governamental!!

Abraço e felicidades na vozdopovo

Fecha-se um ciclo e abre-se outro...será?

Mário Relvas
http://aromasdeportugal.blogspot.com.pt

A. João Soares disse...

Bem vindo, Amigo,
Esta nossa equipa precisa de sangue novo, com coragem para exprimir o que observa, sem amarras, de forma isenta, imparcial.
Não nos cansemos de criticar o que os governantes fizerem de mal. A crítica poderá contribuir para eles acordarem e poderem olhar à sua volta. Este, pelos vistos, já está a criticar as acções dos governantes até agora!!!
O ambiente precisa de muita atenção. Tem sido um dos objectivos das minhas cartas aos jornais há uns bons pares de anos.
Mas, cuidado com os ecologistas, fazem muitos exageros. Seguindo a sua (deles) opinião, ainda não teríamos a auto-estrada para o Algarve, nem a barragem do Alqueva, ainda não temos a barragem do Côa, nem a do Sabor nem a de Odelouca, nem a central nuclear, mas temos que continuar a importar o petróleo que tanto mal faz à camada de ozono, ao aquecimento, à mudança de clima, etc. Mas temos os investimentos sem reprodutividade da pedreira do Galinha na Serra de Aire, o Túnel de Belas para proteger umas pegadas de dinossauro que ninguém vê e o «museu» de Foz Côa, que só é visitado pelos meninos das escolas com dinheiros públicos.
É indispensável mais capacidade dos políticos para decidirem sem se submeterem a pressões de falsos argumentos ambientalistas, arqueólogos, capitalistas e outros fundamentalistas, mas olhando com prioridade para os verdadeiros interesses nacionais, que deviam estar escritos e colocados em lugar bem visível nos gabinetes a fim de nunca serem esquecidos.
Ficamos à espera de melhores tempos e raciocínios mais saudáveis e patrióticos.
Abraços
A. João Soares

Beezzblogger disse...

Seja bem vindo amigo Bento, pelo que me é dado a perceber, você também é um incondicional "apoiante" deste(s) governo(s), fico-lhe grato por isso, e já agora quero que saiba que aqui neste nosso blog, é tudo sem AMARRAS!!! Exponha as suas ideias, deite cá para fora, denuncie, pois nós estamos cá para o apoiar...

Abraços do beezz

Bendix2006 disse...

A Ecologia e a defesa do ambiente, nesta República das Bananas, só mesmo se não houver interesses subjacentes dos donos desta grande quinta que é Portugal.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas