26 novembro 2006

Alcione - Retalhos



Letra


A ginga da porta estandarte
O Pingo de pingar pró santo
O homem que morre de enfarte
A reza que quebra o quebranto
O grito de “gol” na garganta
O herói na televisão
A falta de fome na janta
O gesto agressivo da mão

São coisas do mundo
Retalhos da vida
São coisas de qualquer lugar
Mas se eu fico mudo
Esse mundo emundo
É capaz de me tentar mudar

Á espera da moça do mangue
A mulher que faz um cochicho
O crime lá do bang-bang
No cine da boca do lixo
O velho mendigo na praça
A nêga que nunca negou
O triste palhaço sem graça
Num circo que já desabou

São coisas do mundo
Retalhos da vida
São coisas de qualquer lugar
Mas se eu fico mudo
Esse mundo emundo
É capaz de me tentar mudar

O anúncio do novo cigarro
O trânsito louco varrido
A moça que corre de carro
E tenta sonhar colorido
O triste retracto da morte
Estampa o jornal “O Dia”
Ao lado do riso da sorte
De quem ganhou na lotaria

São coisas do mundo
Retalhos da vida
São coisas de qualquer lugar
Mas se eu fico mudo
Esse mundo emundo
É capaz de me tentar mudar
É uma letra fenomenal, duma diva da música, e retrata muito bem algumas das coisas que se passam, hoje em dia.

3 comentários:

david santos disse...

Obrigado, grande Amigo, bezz. Muito obrigado.
Até sempre meu Amigo.

MRelvas disse...

Belíssimo...

Conceição Bernardino disse...

Bela esta música...
já ouviu a "Loba"?
Outra canção lindissima desta cantora.
jinho
conceição Bernardino

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas