24 novembro 2006

O PALHAÇO

O circo começa, o palhaço…lá vai entrar em cena
Vai tentar fazer rir. A expectativa é enorme!
Está toda a gente em alvoroço
Principalmente as crianças, que não param quietas nos seus lugares
O palhaço porém, está triste…
Mas tem que fazer o seu papel, tem que ganhar a vida
Fazer rir…quem está com vontade de chorar
Triste ironia esta, a vida de um palhaço…
A ele, pobre palhaço, não tem ninguém que o alegre, que o faça rir
Mas o seu coração…é enorme!
Por isso, delicia a petizada com as suas brincadeiras
É o delírio…!
Então como consolo…recebe os risos e aplausos das crianças
Que eufóricas, pedem freneticamente
Mais uma! Mais uma!
E o palhaço…com uma lágrima ao canto do olho
Faz a vontade aos petizes, com mais uma brincadeira
Recebendo assim, mais uma estrondosa salva de palmas!
Retirando-se de seguida, para o camarim, onde se afogou em lágrimas
Pois minutos antes, de iniciar o espectáculo, tinha recebido a notícia,
A triste notícia! Da morte, de um ente querido
Triste vida…de palhaço.

3 comentários:

MRelvas disse...

Assim é a vida amigo Margaride.Todos temos um pouco de palhaços...sabe o palhaço chega a uma altura,de tão habituado àquela vida,entra e alivia o sentimento naquele pedaço de tempo,até voltar à vida real...
As crianças são aquilo que de melhor há no mundo...pena é que agora todos queiram tornar os seus meninos em mini adultos...
Todos nós somos mais felizes quando fazemos as nossas pequenas criancices...sim todos temos a mania que somos muito machos,adultos,não choramos...não é verdade.as pessoas mais corajosas,mais duras que conheci eram as mais sensíveis e amigas que conheci!Chorar,atirar cá para fora os sentimentos de frustação da vida é um bem e não um mal de todos nós...Os cínicos não prestam...
Os entirosos tb não...
Os invejosos tb não...e muitos mais...

Os sinceros,na alegria e na tristesa são os amigos,aqueles com quem podemos chorar,rir,zangar ou até beijar!Esses são os palhaços,sofrem,mas estão presentes!...

Abraços amigo Mário Margaride!
Mário Relvas

Anónimo disse...

Adorei!!! Parabens, Margaride! Tenho um fraco por estes dramas do quotidiano. Por momentos lembrei a música Palhaço até ao Fim, do grande Espadinha.

Até breve!
Abraço

Alexandra Caracol disse...

É verdade meu amigo, hoje quem não tem um pouco de "palhaço" não se safa.

O que escreveu faz-me lembrar um pequeno poema que escrevi a pedido da professora da minha filha, para uma festa que iam fazer na escola. Era assim:

SER PALHAÇO

Fazer rir e alegrar
É meu lema de palhaço
Mesmo se quero chorar
Guardo as lágrimas no regaço


Ponho todos a sorrir
Com brincadeiras de palhaço
Conto histórias de encantar
Guardo o mundo num abraço


Perguntam se tenho coração
Porque rio quando choro
Guardo a tristeza da emoção
Num sorriso de menino


Mas a verdade é que vos amo
Amo tanto que esqueço a dor
Quando às crianças me dirijo
Falando de paz, união e amor.

Alexandra Caracol

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas