19 novembro 2006

JUDAÍSMO

"Escuta, Israel, o Senhor é o noso Deus, o Senhor é Um"

Os reformistas

... parte XI

Durante o século XVIII, o Iluminismo exerceu uma grande influência sobre o pensamento dos judeus da Europa Central e Oriental, zonas que constituíam na altura o cerne do Juadaísmo. As esperanças messiânicas davam lugar ao desejo de uma realização pessoal e nacional de natureza claramente terrena.
Nesse contexto de renovação surgiu na Europa Ocidental um movimento reformista, conhecido como "Liberal" e "progressista". A figura mais destacada desse movimento foi Moses Mendelssohn, um intelectual judeu que atingiu uma posição proeminente nas letras alemãs com a sua tradução da Bíblia para alemão, e que defendia uma religião universal centrada na razão.
Mendelssohn acreditava que os judeus deviam assimilar a cultura ocidental, em vez de se separarem dos gentios. Os reformistas negavam que a Tora fosse a verdade revelada por Deus e consideravam obsoletas as leis judaicas sobre alimentação, pureza e vestimentas. Acreditavam naquilo a que chamavam "era messiânica de fraternidade universal".
Esta crença daria origem ao Judaísmo conservador, que surgiu na Alemanha, como ramificação do Judaísmo reformista. Os judeus conservadores consideravam ter sido rejeitado um número excessivamente grande dos preceitos tradicionais judaicos.
O Judaísmo conservador não aceita que a lei oral tenha sido transmitida a Moisés por parte de Deus, defendendo que os rabis que tentaram adaptar o Judaísmo aos novos tempos inventaram a Tora oral. Os conservadores submetem-se assim aos princípios bíblicos e à lei rabínica se estes atenderem às exigências actuais da vida judaica.
Nos seus cultos é permitido que homens e mulheres se sentem juntos durante a oração, o que o Judaísmo ortodoxo proíbe, e utilizam o hebraico e o inglês na sua liturgia.
continua...

5 comentários:

Jorge disse...

Longa vida para as testemunhas de Jeová. Essas sim, são o exemplo da sociedade harmoniosa e que se dão todos bem nas suas organizações e reuniões. Eles sim, defendem a verdadeira religião, porque só há uma. E estou mesmo convicto que o Verdadeiro Deus é Jeová. Adoremos o Deus Verdadeiro JEOVÁ.

chuvamiuda disse...

......................
mais um bom texto com opinião e informação

não partilho a opinião do comentador que me antecede, pois o assumir ser dono da verdade e da razão, é que nos tornas redutores e nos fecha as portas da sã convivência, no entanto respeito-a

pessoalmente acho que os principios das religiões até fazem sentido

o problema é que elas têm vindo a ser adaptadas aos interesses e conveviências de cinzentões e mentes com poucos escrúpolos
.................


Boa semana

chuvamiuda disse...

ups

escrúpulos

Beezzblogger disse...

Oh amigo David, ainda bem que se escreve assim como o amigo o faz, porque, com opiniões destas como o meu atecessor Jorge, só existe uma só religião e uma só razão, a dele eu respeito-a, a minha exijo que a respeitem, assim como respeito todas sem excepção,, não tolero radicalismos, e infelizmente há radicalismos em todas as religiões, o amigo David sabe e quer com isto que escreve, informar e dar a conhecer melhor uma das muitas religiões, eu acho que o faz muito bem, se assim não fosse, para quê criar ódios de estimação, um abração amigo e continuemos a dar o nosso melhor pela amizade fraterna, que caracteriza e caracterizou a humanidade durante estes séculos todos.

Bem haja.

david santos disse...

A verdade é que ainda faltam algumas páginas para terminar este tema.
Contudo, embora fugindo de algum modo às regras, venho felicitar o meu amigo Jorje pela convicção com que defende o seu Deus. Parabéns. Contudo, vou-lhe contar em primeira mão, que quando acabar este livro, por acaso resumido e sem autor, pois faz parte de uma colecção do JN, VOU ENTRAR COM O cATLECISMO. Para de seguida ir ao encontro do meu amigo, com "Igrejas Cristãs". Como vê, grande amigo Jorge, não está esquecido. Um abraço.

Quanto ao meu amigo poeta António Paiva, (chuvamiuda), grande poeta, diga-se de passagem, é só visitar o seu blog para confirmar que não estou a divagar, como já sabe a minha opinião, penso ser o único, não adianto ,mais nada.

Quanto ao nosso Amigo bezzblogeer, sempre disposto a dar o melhor que sabe e pode. É verdade. Não tenho nenhum interesse, senão dar a conhecer materiais que possuo-o e que gosto de partilhar com todos. Pois como é sabido, eu não existia nos tempos aqui postos a circular. A única originalidade no aqui exposto é, estarem de algum modo resumidos. Mas nunca desvirtuados nos seus sentidos.
Contudo, temos que deixar este debate para a altura certa.

Amigo Jorge. Já está garantido, que depois das três religiões monoteístas, entra a sua, pode crer. É só aguardar.

UM ABRAÇO A TODOS

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas