13 novembro 2006

JUDAÍSMO

"Escuta, Israel, o Senhor é nosso Deus, o Senhor é Um"

O conceito de Deus

... continuação Parte IV

Na religião judaica toda a vida depende de um único Deus e tudo o que é bom vem Dele. O nome "Deus" é escrito com certas letras IHVH, que em hebraico quer dizer "eu sou quem sou" e é lido como "Jeová". O seu nome é tão sagrado que os judeus normalmente nem o pronunciam, substituindo-o por "o Senhor" ou "o Nome".
São profundas as implicações do monoteísmo.
Do monoteísmo surge a visão do cosmos como um todo unitário, que obedece a um único conjunto de leis; é a raiz da ciência. O Deus do monoteísmo é diferente em espécie dos deuses do politeísmo. Ele é a causa, e o poder por detrás, não desse ou daquele aspecto do universo, mas do universo na sua totalidade.
Na literatura do Judaísmo está sempre implícito e geralmente expresso o facto de Deus ser eterno; a história da Criação assume que Deus sempre existiu. Do mesmo modo nunca deixará de existir.
Como o descreve um antigo hino judaico: "Ele é o eterno Senhor; que reinou antes de qualquer outra coisa fosse criada; quando tudo era feito de acordo com Sua vontade, já então o seu nome era Rei. E quando tudo tiver deixado de existir; Ele ainda reinará na sua solitária majestade; Ele esteve. Ele está e Ele continuará em glória... sem começo, sem fim".
Da mesma forma, o conceito de infinito está sempre presente: assim como é ilimitado no tempo, Deus é infinito: apesar de existirem lugares santos onde poderia manifestar-se especialmente, Ele não se restringe a um local particular.
A omnipotência de Deus também é enfatizada no Judaísmo. Não só o seu poder excede amplamente o das divindades pagãs, como também tem um total comando sobre os elementos da natureza. De facto, diz-se que o Seu poder é literalmente ilimitado. Acredita-se que Deus pode fazer o que é fisicamente impossível aos homens, mas também o que é "logicamente" impossível para nós.
Também o conceito da omnisciência de Deus é expresso de várias maneiras: foi Jeová quem criou o mundo, e ensinou ao homem como viver em função dos seus deveres, seguindo somente a Deus, ajudando e respeitando o seu próximo.
Em todos os aspectos, Deus é considerado como "incomensuravelmete maior" que o Universo ou qualquer uma de suas partes. Como criador, Deus é também necessariamente diferente de Sua criação. Não é absolutamente físico. É puro espírito, sem corpo.
Todos estes conceitos se resumem numa palavra: "transcendência". Deus transcende o universo que criou todos os componentes e habitantes. Esta noção está no coração do Judaísmo.
Para os judeus, a forma mais autêntica de adorar Deus é a imitação das virtudes divinas. Como Deus é misericordioso, assim também nós devemos ser compassivos; como Deus é justo, assim devemos tratar com justiça o próximo; como Deus tolera, assim também nós devemos ser tolerantes nos nossos julgamentos.
continua...

Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas