27 novembro 2006

ALGUNS COMENTÁRIOS (PRÓPRIOS E ALHEIOS) QUANTO AO QUE SE PASSA NO NOSSO ENSINO.

Interessante foi um artigo escrito por uma Professora no Portugal Diário dia 25 de Novembro do corrente ano que passo a referir:

“Ora vejamos com atenção o exemplo de uma vulgar turma do 7º ano de escolaridade, ou seja, ensino básico. Ah, é verdade, ensino básico é para toda a gente, melhor dizendo, para os filhos de toda a gente!

DISCIPLINAS / ÁREAS CURRICULARES NÃO DISCIPLINARES:
1. Língua Portuguesa
2. História
3. Língua Estrangeira I – Inglês
4. Língua Estrangeira II – Francês
5. Matemática
6. Ciências Naturais
7. Físico-Químicas
8. Geografia
9. Educação Física
10. Educação Visual
11. Oferta de Escola : Tapeçaria, Oficina de Artes, ...
2. Educação Visual e Tecnológica
13. Educação Moral R.C. – facultativa, mas está lá para muita gente.
14. Estudo Acompanhado
15. Área Projecto
16. Formação Cívica

É ISSO – CONTARAM BEM – SÃO 16 (dezasseis)
Carga horária = 36 tempos lectivos.
Não é o máximo ensinar isto tudo aos filhos de toda esta gente? De todo o Portugal? Somos demais, mesmo bons!
MAS NÃO FICAMOS POR AQUI !!!!

A Escola ainda:
. Integra alunos com diferentes tipologias e graus de deficiência, apesar dos professores não terem formação para isso;
. Integra alunos com Necessidades Educativas de Carácter Prolongado de toda a espécie e feitio, apesar dos professores não terem formação para isso;
Não pode esquecer os outros alunos, atestado-médico-excluídos" e que também têm
enormes dificuldades de aprendizagem;
. Integra alunos oriundos de outros países que, por vezes não falam um &%$%$## de Português, ou melhor, nem sequer sabem o que quer dizer &%$%$##;
. Tem o dever de criar outras opções para superar dificuldades dos alunos como:
. Currículos Alternativos
. Percursos Escolares Próprio
. Percursos Curriculares Alternativos
. Cursos de Educação e Formação
. MAS AINDA HÁ MAIS...A escola ainda tem o dever de sensibilizar ou formar os alunos nos mais variados domínios:
. Educação sexual
. Prevenção rodoviária
. Promoção da saúde, higiene, boas práticas alimentares, etc.
. Preservação do meio ambiente
. Prevenção da toxicodependência

Etc, etc...peço desculpa por interromper, mas... em Portugal são todos órfãos?" (possível interpolação da ministra da educação da Finlândia).

Só se encontra mesmo um único defeito: Os professores. Uma cambada de selvagens e incompetentes que não merecem o que ganham, trabalham poucas horas, comparem com os alunos, vá, vá comparem. Têm muitas férias, faltam muito, passam a vida a faltar ao respeito e a agredir os pobres dos alunos, coitados! Vejam bem que os professores chegam ao cúmulo de exigir aos alunos que tragam todos os dias o material para as aulas, que façam trabalhos de casa, que estejam constantemente atentos e calados na sala de aula, etc., e depois ainda ficam aborrecidos por os alunos lhes faltarem ao respeito!!

Olha que há cada uma!”


Meu comentário:

Este Artigo faz-me lembrar os problemas por que estou a passar com a minha filha que frequenta o 3º ano do ensino Básico e tem 8 anos. É uma aluna sobredotada na área académica e musical. Tanto na escola como no Conservatório de Música onde estuda violino é uma das alunas que tem as notas mais altas das turmas que frequenta, no entanto está a passar por um período que em não quer ir à escola. Diz que prefere ficar a estudar em casa. Chega a pontos de dizer que se a deixassem estudava em casa e no fim do ano ia fazer exames à escola.

Tudo isto porque durante as aulas não consegue aprender tanto como gostaria porque um terço dos alunos gritam, batem uns nos outros e impedem-na sequer de estar sossegada na sua carteira.

A professora, coitada, diz que não sabe o que fazer porque tem pelo menos cinco crianças a precisarem de apoio especial, mas que por causa das novas decisões da Sra. Ministra, ficou sem o apoio que tinha antes e, assim, tem que manter todos dentro daquela gaiola. Todos aos gritos, ou quase todos, e a minha filha tem que ir lá para não levar falta e vem para casa estudar e chorar porque quer aprender e os desordeiros não lhe permitem.

Os pais que são chamados à escola por causa da indisciplina dos filhos, ainda ficam zangados com a professora e dizem que ela tem a obrigação de suportar os filhos deles. Respondem à minha filha que se está mal que se mude.

Então que país é este em que aqueles que querem evoluir, estudar e/ou trabalhar são denegridos, gozados e vistos como parvos e até escorraçados?

Que saídas existem para situações destas? A única que me deram depois de já ter batido a algumas portas, foi metê-la num colégio particular.

E assim vamos pelo nosso Portugal. Já não me basta passar os dias e muitas noites a trabalhar privando-me de descansar sequer o mínimo necessário para o bom funcionamento do meu organismo, ainda tenho que me preocupar com a minha filha porque gosta de estudar e isso não lhe é permitido na escola, por causa do ambiente dentro da sala de aulas.

Isto sem falar que a redução dos funcionários dentro da escola fazem com que as crianças que são bem-educadas pelos pais se fartem de levar pancada dos colegas desordeiros, porque não existe quem os controle nem lhes ponha termo.

Quem me puder ajudar que se manifeste por favor, porque eu já não sei o que fazer. Aquilo que deveria ser motivo para alegria, para a minha filha, é agora motivo para arrelia, nervos e desinteresse.

Deverei retirá-la já, e metê-la num colégio particular? Aguentar? Bater “mais” na professora? Queixar-me a outras instâncias, juntando-me às muitas queixas que já existem e às quais não se vê resposta adequada?

E nesta altura depois de o ano já ter iniciado, que escola aceitará a menina?

Sou mãe, tive a sorte de ter uma filha dócil, inteligente e estudiosa, ou será que nos dias de hoje isto é crime e o cúmulo dos azares? Será que se inverteram de tal maneira os valores que os preguiçosos, desordeiros e mal-educados são hoje os que são protegidos pela nossa sociedade e vingam nos seus propósitos de serem parasitas?

5 comentários:

Mário Margaride disse...

Olá Alexandra. O que é descrito nesse texto, há muito que existe nas nossas escolas. Fruto essencialmente na minha opinião, da má educação, repito má educação! Que os pais de hoje, "modernos", dão aos seus filhos. Porque na escola não se ensina educação, dá-se instrução, transmite-se conhecimentos, que é complectamente diferente. É em casa, que os pais têm o dever de ensinar os valores, referências, com que as crianças se orientarão, pela vida fora. Na escola, ajudam-nos a interpretar esses valores e essas referências, de uma forma adequada, em função da instrução e do conhecimento, que vão adquirindo.
A indisciplina, deriva exactamente da faltas destas componentes, educação e valores. Quanto ao seu caso! Fez aquilo que quem pode fazer faz! Mudar os seus filhos para melhores escolas. Na sua maioria privadas, onde são muito poucos ainda os que o podem fazer. Porque pode crer querida amiga! A esmagadora maioria, vontade de mudar os seus filhos para outras escolas, com outro tipo de condições, menos indisciplina, mais segurança...têm! O que não têm é dinheiro. Esse, é que é o grande problema do país, a falta de dinheiro. Mas parece que muitos, ainda não acordaram para essa realidade, pensando só em si próprios.
Um beijinho
Mário.

Anónimo disse...

Gracias por tus comentarios tan amables en mi blog.

Será que todos sabemos...!
valorizar de facto
Un bien extraordinario que tenemos,
que se llama libertad...!

Muy bonita!

Un saludo DAVID

Beezzblogger disse...

O amiga Alexandra olhe que o que me diz, me deixa triste, triste porque eu tenho um problema que é este:
- Eu faço parte da ssociação de paisda escola do meu petiz, e como tal, chega-me todos os dias queixas, e queixas de pais, que pela má educação, muitas das vezes deles próprios, os filhos são mais tarde ou mais cedo sofredores de alguma discriminação por parte dos docentes. Mas o meu desânimo vem no sentido do que a amiga transcreveu para aqui, é deveras verdade, verdadinha, e esta situação terá de ser muito bem acompanhada a meu ver pela associação de pais da escola da sua filha. Tente concertar acções de senssibilização com os outros pais para que aassim se faça algo, em prol de todos os alunos.

Espero que este comentário a ajude a ultrapassar esse mal.

Um abraço

Beezzblogger

Anónimo disse...

Obrigada amigo Carlos

A verdade é que nem com a associação de pais a coisa vai porque pais lá nem se vêem.

Estou a ver que tenho mesmo que no fim deste ano lectivo mudar a miúda para um colégio particular.

Deus nos ajude a todos pois bem precisamos pelo rumo que as coisas estão a tomar.

Com amizade

Alexandra

MRelvas disse...

Sugiro o Colégio Salesiano de Mogofores,onde está o Bispo D. Ximenes Belo...o director é o Pe Antero...uma jóia de pessoa.

Amiga o Colégio D. Bosco - Mogofores não fica aí perto,pois não?É pena!

Vejam o que diz o Arcebispo de Braga no meu blog sobre a situação do país!
Bjs

Mário Relvas

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas