22 novembro 2006

NA ESQUINA DO TEMPO

Na esquina do tempo…
Caminhamos parados,
Sem rumo,
Ou destino
Vagueamos perdidos,
Sem horizonte,
À deriva
Procuramos em vão
Uma estrada
Que nos conduza a lugar seguro,
E tranquilo
Só que andamos sempre...
Pela estrada errada
Cavaleiros solitários, perdidos...
Galopando sem rédeas
Ao sabor do vento
O rumo…tarda a ser tomado
Nesta cavalgada,
Por atalhos tortuosos
E diagonais assimétricas
Rememos pois, contra a maré!
Em busca do sonho,
Da igualdade e justiça...
No espaço infinito,
Do pensamento
Lutemos sempre,
Por essa utopia!

Visitem: Canto poético http://avano2006.blogspot.com

Sem comentários:

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas