19 novembro 2006

Plante vida com seus actos!

É triste quando pensamos que o nosso planeta se está a transformar num planeta inabitável por causa da irresponsabilidade humana.

Hoje, todos crescemos com a convicção de que a natureza e a sua riqueza são um património de toda a humanidade. Toda a gente acha que tem direito ao ar puro, água, qualidade de vida, mas para usufruir desses direitos há que preservá-los porque são direitos que acabarão um dia se não foram bem cuidados.

Soluções para proteger o ambiente:

- As indústrias podem instalar filtros nas chaminés e tratarem os seus resíduos líquidos para que não contaminem o solo, a água e o ar.

- Dar prioridade aos deslocamentos colectivos (atenção que também é necessário que os governos se preocupem em assegurar uma boa rede de transportes).

- Dirigir menos o seu automóvel e andar mais a pé ou de bicicleta.

- Valorizar as unidades de conservação existentes e criar outras, em regiões criticas. Essas unidades de conservação incluem parques nacionais, estações ecológicas, reservas biológicas, florestas nacionais, áreas de preservação ambiental e reservas particulares do património natural.

- Incentivar o eco turismo.

- Fazer colecta selectiva de lixo.

- Trabalhar voluntariamente em entidades de defesa da fauna e flora.

- Adoptar a política dos três “erres”:

1. Reduzir, o primeiro “erre”, deve ser o primeiro gesto a ser realizado para a preservação do ambiente. Industrias e consumidores devem reduzir utilizando materiais e tecnologias menos poluentes, fabricar embalagens mais leves, com um menor gasto de energia e recursos naturais, conservando a mesma qualidade. Ao nível doméstico, é possível e necessário reduzir a produção de lixo, evitando desperdícios desnecessários, e rejeitando os produtos com mais do que uma embalagem reutilizar e reciclar o lixo.

2. Reutilizar, implica utilizar o produto mais do que uma vez, quer para o fim que foi concebido quer para outra utilização. Antes de um produto ser descartado, é necessário pensar se não existe uma reutilização possível do mesmo. Muitas das embalagens produzidas são especialmente concebidas com o intuito de serem reaproveitadas, como as garrafas de vidro com depósito. Aquando da aquisição de um produto, é necessário pensar em optar por produtos que sejam total ou parcialmente reutilizáveis, como as recargas que permitem a reutilização da embalagem e as pilhas recarregáveis. Produtos que aparentemente não têm mais utilidade podem ser reparados ou ter utilidade para outros, podendo ser doados a instituições de solidariedade social.

3. Reciclar, O terceiro “erre”, o mais conhecido e utilizado, significa reciclagem, que se traduz no processo de transformação de materiais usados numa matéria-prima ou bem de consumo, representando actualmente um dos processos de valorização de resíduos mais utilizados. A recolha selectiva é o primeiro passo do processo de reciclagem, ou seja, separar as embalagens por tipo de material que serão posteriormente colocadas nos ecopontos. O vidro no contentor verde, papel e cartão no azul, plástico e metal no amarelo e pilhas no vermelho. Materiais como a madeira podem ainda ser depositados nos ecocentros. Mas a recolha selectiva é apenas o início do processo de reciclagem, depois de recolhidos dos ecopontos, os resíduos são transportados para as Centrais de Triagem onde passam por um processo de selecção mais rigoroso. Depois de compactadas, as embalagens são transportadas para as Unidades de Reciclagem.

- Poupar energia utilizando-a de uma forma eficiente escolhendo fontes de energia limpas e renováveis, como a solar e a eólica. Faz bem para o meio ambiente e também pode reduzir sua conta de energia.

- Economizar água arranjando torneiras que pingam, ou canos de água.

- Regar jardins e relva apenas se necessário e, quando o fizer, molhar as plantas pela manhã ou pela tarde para reduzir a evaporação.

- Não aceitar a libertação de transgénicos – Pergunte nos supermercados se os estoques de produtos contêm organismos geneticamente modificados (OGMs). Se sim, diga-lhes que não quer transgénicos no seu prato porque se preocupa com sua saúde e porque representam uma grande ameaça ao meio ambiente. Pergunte nos restaurantes se eles usam produtos transgénicos e diga-lhes que gostaria de contar com opções de pratos biológicos ou sem transgénicos no menu.

- Evitar o uso de materiais tóxicos e agrotóxicos – Embora a indústria seja a principal fonte de poluição tóxica, todos nós contribuímos para a existência do problema. Leia os rótulos dos produtos antes de comprá-los e escolha os menos poluentes. Use produtos de limpeza como o vinagre, menos agressivo do que os produtos químicos, e sabão em pedra em vez de detergentes. Sempre que possível não utilize agrotóxicos. Procure não usar secadoras e aerossol. Prefira tintas à base de água a tintas com solventes; nunca use tintas tóxicas. Evite armazenar alimentos em plásticos.

- Quando você tiver de usar plástico, tenha certeza de que ele não contém PVC – Todo o ciclo de vida de produtos à base de PVC (policloreto de vinila) polui o meio ambiente e a sua casa. Alguns produtos que incluem PVC: armações de janelas e outros materiais de construção, pisos, revestimentos, chuveiros, cortinas e alguns brinquedos para crianças.

- Não atirar lixo doméstico perigoso para o meio ambiente – Tintas, agrotóxicos e fluidos para carros nunca devem ser atirados em latas de lixo ou no esgoto. Informe-se sobre a melhor maneira de atirar fora esses materiais e evite usá-los sempre que possível.

Se cada um fizer a sua parte podemos salvar o nosso planeta e deixar uma herança maravilhosa para os nossos descendentes.

4 comentários:

A. João Soares disse...

Cara Amiga Alexandra
Como um dos habitantes deste grande condomínio que é o nosso Planeta, agradeço esta sua iniciativa de esclarecimento sobre a importância vital de um ambiente respirável, habitável.
Como costumo dizer, Deua perdoa sempre, o Homem perdoa às vezes e a Natureza nunca perdoa, convém evitar agressões que a enfureçam contra nós.
As alterações do clima já são bem visíveis e irão aumentar a velocidade vertiginosa.
O ambiente está a ficar demasiado doente. Temos de o preservar ao máximo para não morrer.
Não podemos demorar um dia mais. Temos que começar hoje, agora, a pensar muito a sério no futuro dos nossos netos.
Se continuamos distraídos, eles poderão ser a última geração da humanidade. Última ou penúltima... O fim aproxima-se sem dar tempo a adaptações dos seres vivos às novas condições climáticas,
Há que ter muito cuidado a partir deste momento.
Este é um tema que merece profunda e ampla reflexão. Obrigada por ter trazido aqui este magno asunto.
Cumprimentos
A João Soares

Mário Margaride disse...

Minha amiga
Sem dúvida, que temos todos que zelar por esta casa comum, que se chama Terra. Se não...estaremos a condenar-nos á morte. De facto um pequeno gesto, como separar lixos, não atirar papeis para o chão, limpar as florestas...são gestos que ajudarão concerteza, a perservar o ecossistema, e a nossa própria existência.
Um beijinho
Mário.

Anónimo disse...

é triste perceber que evoluimos muito pouco....desrespeito pela natureza, pelos diferentes de nós, pelos cores diferentes, pelas ideias contrárias...e, assim continuamos, continuamos e morremos e morremos assim...

MRelvas disse...

Secretário-Geral da ONU Kofhi Anan, no expresso de ontem diz que já vamos tarde...na área ambiental...que ninguém o quiz ouvir!~
O mundo é uma lixeira sobre tds os aspectos!

Não vamos deixar nada de positivo para ninguém...fruto da cobiça dos homens reles,mesquinhos e fracos!
Ignorar o ambiente é o pior que se faz actualmente no mundo.Quaze td influi no ambiente...negativamente.

Água mais cara que o petróleo!Cada vez mais rara neste mundo estúpido e troglodita,governado por animais de duas patas!
O Secretário da ONU diz que tentou de tudo para que o ouvissem em relação ao ambiente...diz que não à retrocesso!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas