07 novembro 2006

A queda de um "Anjo"

A Comissão Europeia publicou a sentença de morte das "previsões" de José Sócrates.

Disse a Comissão Europeia:

1 - Que a nossa economia cresce menos que a previsão do Governo, e muito menos que a dos outros membros da União Europeia;

2 - Que o défice orçamental português é superior ao esperado pelo Governo;

3 - Que a taxa de desemprego é maior.Ora, face a isto, o Governo de José Sócrates mente aos portugueses.O Governo de José Sócrates está a deixar Portugal afundar-se, afundar-se cada vez mais.

Sócrates só pede sacrificios aos portugueses. Mais e mais o cinto a apertar enquanto que os políticos enriquecem. Não há gato pingado que depois de meia dúzia de anos na política não seja rico.De onde vem a riqueza? Dos ordenados. Não, disso não pode ser. De onde então?
Bom , se tivessemos um sistema de Justiça como em Espanha, se calhar as coisas sabiam-se.
O Governo de José Sócrates está a levar Portugal para o abismo.
Triste País. Que pobreza franciscana de classe política.

José Maria Martins, em: Blogue do Advogado, José Maria Martins

Na verdade, e porque merecia a trascrição, este art.º, vem no contexto do poste do nosso amigo MRelvas" 1º Ministro, mentiroso, mal educado e doentio", e respectivos comentários... seguir-se-ão cenas dos próximos capítulos, nos próximos anos... Pobre do POVO deste país!

3 comentários:

MRelvas disse...

Política de Justiça?
Em Portugal não há justiça...Condena-se mais fácilmente no Irauqe um Homem à morte que em Portugal um indivíduo a pagar as letras que não cumpriu,quanto mais um crime.Vejamos o caso do distinto vereador de Lisboa Sá Fernandes,que acusou o administrador da Bragaparques de suborno,testemunhado pela PJ,segundo noticiaram e alguém sabe do que se passa?Quem paga é o Ti Alberto e os madeirenses.Esses é que são os culpados dos desatres de governação do país.Vejam os casos dos presidentes de câmara Valentim Loureiro (apito dourado),Fátima Felgueiras,Isaltinos...Parece que até o Avelino Ferreira Torres,se safa a tudo...
O caso de pedofilia,em que uns foram a tribunal outros apesar de presos foram soltos e um regressa ao parlamento agora no início de 2007!?!?
Acabem com a liberdade,pelo menos esta em que se diz que se pode falar,mas não se pode ter justiça,nõa se tem empregos,não se tem liberdade no serviço nacional de saúde,mas teremos um referendo ao aborto quando se querem alterar a Lei,é disso que se trata, alteravam na AR,sem gastos para Portugal.As escolas são menos que no Estado Novo!...As que foram construídas pelo "DITADOR" são fechadas pelos democratas da tecnocracia nojenta,sem qualquer laivo de verdade,de patriotismo!

Somos esttísticas que a oratória de um "iluminado" à sua luz...vende maravilhas tal como nas feiras,ou nas lojas de chineses,que por sinal até estão isentas de impostos até ao 5º ano,ano esse em que colocam a empresa noutro chinoquinha e ficam isentos mais cinco anos...

RIDÍCULO!

MR

A. João Soares disse...

Uma pessoa patriótica e, por formação, respeitadora dos seus «superiores», fica angustiada quando é acordada para as realidades nacionais.
Estamos a descer uma rampa para o abismo e, nestas descidas, diz a Física que este movimento é uniformemente acelerado, cada vez mais depressa. Será necessário cada vez mais esforço para parar a queda e para iniciar a recuperação. Isto não é ilusão, é ciência.
E, a propósito do aborto, ainda há quem, «inocente» e tendenciosamente, nos queira convencer de que se trata de «despenalizar» e não de «liberalizar», mas estas palavras não entram na pergunta do referendo. São pura demagogia com intenções ocultas. Na pergunta do referendo diz-se que qualquer mulher pode abortar atà à décima semana da gravidez, por seu simples pedido, sem qualquer explicação. O aborto «porque sim?» passará a ser um direito nas primeiras dez semanas.
E, curiosamente, isto é defendido pelos que discordam da morte de Saddan Husseim da morte dos touros em Barrancos, Monsaraz e em todo o País, da morte das baleias, dos visons, do lince da Malcata, das ervas do Baixo Sabr, etc. Mas defendem que se assassine um ser humano inocente e totalmente indefeso no ventre de uma mulher desnaturada.
Onde está a coerência e a racionalidade dos ecologistas e dos defensores da Natureza que apregoam a liberdade total de as mulheres abortarem por seu simples capricho?
E, assim, vai a pobre gente deste País que teima em ser cada vez mais vil.
Interrogo-me como poso continuar a ser respeitador e venerador dos meus «superiores». Afinal quem é superior neste rectângulo?
Gostava de ser esclarecido e poder regressar às minhas ilusões de pertencer a um País digno.
Agradeço que seja feito algo de bom por cá.
A J Soares

Mário Margaride disse...

É sem dúvida verdade. Não há de facto margem para dúvidas!
Qualquer assessor de ministro ou secretário de estado, que nunca fez nada na vida! Em meia duzia de anos está bem na vida.
Mas não só agora neste Governo! Sempre foi assim nos que o antecederam.
Um abraço
M.Margaride.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas