09 novembro 2006

SE A MINHA BOCA NÃO FALASSE...!

Se a minha boca não falasse...!
Não podia perguntar
Como é possível no Mundo
Tanta miséria imperar?

Ouço-os falar de carência
Mas neles vejo vaidade
Vejo guerras vejo ódio
Só mentira e falsidade!

Assassinos, tiranos
Corruptos, e imorais
Todos esses e uns tantos
Que a todo povo enganais!

Se eu pudesse decidir
Dava, sem hesitação
A esses, o passaporte
Direitinho para a prisão!

4 comentários:

MRelvas disse...

Caro amigo M. Margaride,mais um poema,mais uma realidade...temos que ser nós a decidirmos a vida de Portugal...não nos calando,denunciando as verdades...sempre!

Abraço
MR

Alexandra Caracol disse...

É verdade caro Mário.

É uma tristeza sempre que se ouve falar certos senhores acerca da desigualdade e injustiça quando são os primeiros que nada fazem.

Muitos deles são os primeiros a roubar descaradamente enquanto enganam os coitados necessitados com palavras e promessas.

É que o povo (sobretudo o português) é muito pachorrento.

O povo gosta de ir sonhando e os aldrabões não fazem mais do que corresponder às necessidades de sonhar do povo.

Uma vez li num livro algo que na altura me chocou, mas depois de pensar melhor apercebi-me que aquilo não estava tão ilógico assim.

Dizia que Hitler subiu ao poder porque o povo alemão primeiro o criou no coração desejando fortemente alguém com as características dele.

O povo alemão era um povo que queria sobressair, um povo orgulhoso que queria ser reconhecido. Foi assim que eles o fabricaram, primeiro desejando alguém como ele e depois quando esse homem apareceu, como concretização do desejo facilmente votaram nele e o aceitaram.

Às vezes penso se os nossos políticos não serão um bocadinho como essa teoria que referi acima e que li num livro.

Será que eles não são resultado da nossa maneira de estar dócil, do “não me rales” e sonhadora?

Bem, mas não me ligue muito, lá estou eu com as minhas divagações.

Gostei muito do seu poema.

Com amizade

Alexandra Caracol

Mário Margaride disse...

Cara Alexandra. Todos os políticos, com muitas raríssimas excepções. Mandela, Ghandi, por exemplo...!
Usam o povo para chegar ao poder. É a lógica da política!
Com o Hitler, foi exactamente o que aconteceu! A manipulação de "massas" (populações), através do control emocional. Como aliás fazem as religiões!
A questão da escolha em democracia, está no voto. Portanto cabe-nos a nós, saber escolher bem!
E segundo parece em Portugal, não é o caso, temos escolhido mal!
Temos também que nos co-responsabilizar. Há que fazer escolhas adequadas, às nossas expectativas!
Se não existem essas forças políticas, criem-se...!
Será porventura isso, que teremos que fazer.
Um abraço
Mário Margaride.

david santos disse...

Muito bem, meu Amigo Mário. A realidade, ainda que queiram dar-lhe outros nomes, ela existe.
Um grande abraço.
Até sempre.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas