05 novembro 2006

Terceiro Mundo


Nasci simplesmente, para ser mais um no quadro das estáticas mundiais que apodrecem entre a fome e as lixeiras, onde os cadáveres se amontoam à impaciência dos abutres devoradores da morte.
Não tenho culpa de ter nascido!
No desespero da germinação, somos milhares, talvez milhões que sofremos da ingenuidade de quem confunde vida com cio.
O nosso destino está traçado, mais traçado que a própria sombra, não temos nada, se alguém souber o que significa nada?!
O meu mundo está submerso pela globalização, nem os primitivos sofreram tanta humilhação, a desigualdade ainda não jazia na ganância do capitalismo.
Como se atrevem a esconder, a nossa imagem, os nossos corpos agonizantes carcomidos pelos bichos, onde o solo é estéril e a água uma alucinação.
Lembrem-se de nós, aí no primeiro mundo, quando alguém anunciar os grandes progressos científicos da clonagem humana, que continuamos a morrer, porque não temos nada!


Conceição Bernardino – 30-10-06

9 comentários:

victor simoes disse...

Conceição, este texto, é realmente um abre olhos, para quem não quer ver. A imagem, é elucidativa e é uma imagem choque!
É bom, que esses sujeitos do dinheiro, empresários, políticos e todos aqueles que podem fazer algo, mas só se preocupam com o seu próprio bem estar, a vejam, talvez lhes toque a consciência.
Se é que a têm!
Um bj.

MRelvas disse...

Amiga Conceição,na verdade "o pior cego é aqule que não quer ver".

No entanto penso que agora a humanidade tem mais consciência da verdade.Mas a maioria do povo é enganado com falas teorias,até com cumplicidade jornalistica,sendo alguns casos raros um sucesso na divulgação da pobresa,da fome e da inquinação do mundo.

Bjs
MR

Mário Margaride disse...

Conceição, bom dia. Esta triste realidade, principalmente nos países do Terceiro Mundo. É na minha opinião, não culpa das populações miseráveis e analbabetas! Que não fazem a mínima ideia, o que são contraceptivos, por isso continuam a nascer crianças para a morte! Mas sim dos governos corruptos desses países, chamados do Terceiro Mundo. Onde esses dirigentes vivem sumptuosamente, com contas milionárias em paraísos fiscais! E onde a miséria e a morte, páira sobre o povo miserável.
Aí é que reside o problema!
Um beijinho.
Mário Margaride.

A. João Soares disse...

É preciso chocar as pessoas, abaná-las para acordarem da letargia da indiferença.
Parabéns Conceição por aqui trazer este tema. Gostei também dos três comentários de tipos diferentes, focando factores concorrentes que se completam.
Não se pode esperar muito dos grandes empresários porque apenas conhecem a filosofia do lucro, da produtividade e da competitividade.
A solução passa fundamentalmente pela alteração dos comportamentos dos dirigentes locais. Repare-se no que se passa no Sudão, no Zimbabwe, na Somália, no Sri Lanka, etc. Mas interrogo-me como pode o mundo evitar que esses tiranos se governem à custa de um povo indefeso que morre de fome. A ONU poderia chamar a si o poder de intervir na vida interna de países mal governados. Mas isso podia levar a casos ainda mais graves de exploração neocolonialista. Os países civilizados deviam boicotar os movimentos, viagens ao estrangeiro desses ditadores e exploradores do povo, impedir a deslocação nos seus aviões e iates de luxo. Mas a triste realidade é que o seu exemplo é imitado pelos outros. A MORAL não existe, principalmente onde mais se torna necessária.
Há exemplos de tudo isto em países PALOP, para onde são encaminhadas ofertas de Portugal provenientes de peditórios populares - mas o povo continua com sérias dificuldades, enquanto o grupo dos governantes e amigos se inscrevem no grupo dos maiores ricos do mundo.
Na prática, cada um de nós tem de fazer o que puder para levantar o véu que tapa este tipo de fenómenos contra a humanidade.
Um abraço para Conceição, Víctor e os dois Mários
A. J. Soares

JOSÉ FARIA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
JOSÉ FARIA disse...

Saudações amiga
Conceição Bernardino

É verdade! Esta, como milhares de fótos idênticas distribuídas e divulgadas no mundo, diz-nos que o que se gasta em material bélico,não só eliminava a fome neste planeta, como faria dele um paraiso!

José Faria

david santos disse...

Querida Concaição! Vou passar a chamar-lhe de minha filha mais velha.
Tenho três filhos e dois netos que mais a minha esposa são a minha maior fortuna, mas, agora, a Conceição vai começar a fazer parte do meu agregado familiar, filha mais velha. Ideia brilhante e revestida de bom sentimento, a Conceição teve com esta imagem. A Conceição é mais que uma bela sentimental: é uma idealista glorificada.
Milhões de vezes, Adorei.

Maria Soledade Alves disse...

Olá Amiga Conceição:Mostrou-nos a cruel Realidade que existe, mas muitos teimam em não querer ver. A fotografia que ilustra o seu texto é de uma infinita angústia.Mas Real,muito Real. Que pena nós,todos nós que vivemos esses dramas intensamente não termos capacidade de virar o Mundo todo ao contrário.
Adorei!
Um Beijo: MºSoledade Alves

Conceição Bernardino disse...

quero agradecer desde já a todos em particular e também pedir a todos os leitores que nos visitam para pensarem neste facto real.
Um muito obrigada a todos
Beijinho
Conceição Bernardino
ao meu querido amigo David Santos não tenho palavras para expressar o carinho com que me trata, um muito obrigada de coração com muito carinho se me acolhe assim então somos parte integral da mesma família.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas