12 outubro 2006

Horizonte

Procuro o horizonte,
Que não vejo,
Mas que está lá
O que lá vou encontrar...
Não sei!
Que muros,
Que barreiras,
Terei que derrubar,
Para lá chegar...
Também não sei!
Mas será importante saber,
Se há muitos escolhos,
A ultrapassar!
Ou é apenas,
Uma desculpa...
Para nada fazermos,
Ficarmos parados,
Imóveis,
Estáticos
Não!
Parar...
É desistir de viver,
De avançar,
De conhecer
Ter medo...
É covardia!
E ser covarde,
Desistir,
Sem lutar...
É entregar-se,
É não ter...
Horizonte

2 comentários:

MRelvas disse...

Caro Mário Margaride,viva.Desistir sem lutar,nunca.Lutemos com convicções.

Obrigado meu amigo.

Mário Relvas

JOSÉ FARIA disse...

Olá amigo Mário Maegaride!
Então que se passa? Quando referimos horizonte, associámo-lo a algo de positivo. O meu, o seu horizonte, o horizonte do meu amigo...
E só depois o horizonte do colectivo ou colectivo.
Mas vamos por partes, uma coisa de cada vez. E deixe de lado os muros, as barreiras, o parar, o desistir de viver, de avançar, de conhecer...êeiiii..iii, que é isso!
Fuja daí! Há tantos horizontes!!!
Vá! Um dia de cada vez, mas por favor, não perca tempo a versejar para esse lado. Então não estamos entre amigos num Blogge sem Amarras. Desamarre-se se faz favor.
Deixe que o sol entre pela sua janela e na alma e depois sim... faça lá os seus versos, os seus poemas, mas que não sejam como este a induzir-nos a ficarmos amarrados, ou que não podemos saltar muros e barreiras.
Afinal neste cantinho de diálogo entre cidadãos amigos e até anónimos mas solidários, continuamos a correr mundo. Mas qual barreiras qual quê.
Saia dessa meu irmão!

Um abraço amigo Mário Margaride

E não se esqueça: - Tem os horizontes que quiser na mão, agora escolha!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas