21 outubro 2006

PASMEM, SENHORES

O Governo, apesar dos inúmeros assessores dos gabinetes ministeriais, ou talvez por isso, confessa que o orçamento para 2007, documento que era suposto ser rigoroso e sujeito a uma elaboração cuidadosa e a várias revisões, tem um «lapso». Um que já foi detectado, mas ninguém garante que não tenha outros no mesmo sentido deste. «Cesteiro que faz um cesto, faz um cento».

Imagine-se que os gabinetes gastaram com pessoal em 2006, €957.980 e no OE de 2007 constam só €1.027.340, isto é mais 6,1%. Um «lapso» chama-lhe o Governo. Mas porquê um lapso para mais? Porque não foi detectado pelos muitos assessores? Talvez a quantidade de assessores e de consultores e de contratos para estudos e pareceres vá aumentar a fim de o Governo se tornar mais eficiente e deixar de ter lapsos e evitar que ministros e secretários de Estado se «enganem» com tanta frequência, como no «fim da crise» e no «aumento do preço da electricidade».

Não podemos ser tão ingénuos para acreditar que se trate de um simples lapso (descuido, falta, erro). Lapso dos analistas e dos contribuintes em não detectarem este golpe, era a esperança dos governantes. Mas, desta vez, enganaram-se. Será desejável que se deixem de lançar poeira aos olhos dos desgraçados contribuintes que têm de suportar todos os aumentos dos seus encargos e reduções dos seus rendimentos, e tendo «de apertar o cinto repetidamente, numa verdadeira luta de anoréticos obsessivos.

Isto não é falar contra o Governo, como alegarão os seus defensores incondicionais, é falar de factos e das condições em que o bom povo se encontra desde há uns tantos meses.

8 comentários:

JOSÉ FARIA disse...

Viva Amigo A. João Soares.
É muito frustante para os portugueses estas merdices de lapsos ou escorregadelas deste calibre!
Sobretudo quando estão a levar no corpo, quero dizer: nos cortes de algibeira, na bolsa, nos cortes de sálários e nas garantias de assistência na saúde e na segurança social, para cujos sistemas contrubuiem dos seus salários sempre a encolher com o custo de vida a crescer.
Mas são lapsos! E sabe como é... numa empresa, um lapso destes dava direito a despedimento:
...Mas é o Governo, olhe(!)... que se governe enquanto os portugueses estão naquela: Vái, não vai!..

Um abraço amigo

José Faria

MRelvas disse...

Caro A.João Soares,
havia um homem em portugal já falecido que dizia:-Secretários de Estado?Para quê? Para perturbarem?! mais vale não ter secretários de estado...

Sá Carneiro,lembra-se,talvez por isso o "mataram",embora o destino fosse Amaro da Costa!

Um abraço

Mário relvas

Rui Tulik disse...

Engraçado que o lapso não era para prejudicar os salários dos representantes do povo!!!Lápso? já ouvi chamar-lhe muita coisa agora lapso...não...

Rui Tulik

António Carvalho disse...

Olha vem cá este tulik deitar achas na fogueira !!!! sinceramente tenham juizo... este blog vai de mal a pior!!!!1

victor simoes disse...

Na verdade, o aperto do cinto, é só mesmo para os trabalhadores e as tais médias e estudos de qualidade de vida, pecam por excesso e talvez, porque quem faz estes estudos, não aprendeu convenientemente a trabalhar com estatística, ou então é engenheiro em métodos quantitativos e exercita a engenharia dos números, que serve o marketing político.

A. João Soares disse...

Caros AQmigos
Estava cá a fazer falta o sábio António Carvalho, para, com as suas doutas sugestões, nos ensinar a apagar a fogueira. Portugal está à espera de gente de saber, sensatez e serenidade para «com nexo» levar tudo isto para a rota do desenvolvimento, e evitar os «lapsos» do Orçamento, as poucas vergonhas à volta do aumento de preço da electricidade e as mentiras acerca do fim da crise.
Gostamos de quem nos esclareça acerca daquilo que devia estar melhor. Não queremos «ir de mal a pior», nem gostamos do lápis azul dos censores, que já passou à história. O Antóinio Carvalho, certamente, não sabe o que isso é!!!

MRelvas disse...

Este hipotético carvalho assíduo,não existe meu amigo João Soares...
Sabe quando "ele"?! coloca aqui um post é visivel quem é...

Abraços
MR

Rui Tulik disse...

Sou muito sincero estes comentários do senhor Carvalho merecem-me duas opiniões:

* Se está bem como está, e contente com este governo, optimo.

*Se não está ao menos deixe falar quem fale porque graças a Salgueiro Maia e outros seus companheiros hoje posso falr do que entender.

Cumprimentos Senhor Carvalho!

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas