23 outubro 2006

Pelo Sim!

(Copia para o teu Blog)


IVG - A Mulher decide, a Sociedade respeita, o Estado garante!
Pela Mulher Portuguesa

11 comentários:

MRelvas disse...

Caro Ludovicus Rex-engraçado,o segundo da lista e é o 1º post que este maçarico aqui vê!Sou um cheka,mesmo!

Esse sinal azul significa obrigatoriedade!...
Com mais este referendo...tantas vezes o cântaro vai à fonte que se parte!
Claro amigo,espero que consiga os seus intentos,pois dará dinheiro ao governo.Mas olhe que os abortos clandestinos e as idas a Espanha não vão parar...isto vai ser caro e o SNS não vai pagar cheta.Continuarão os clandestinos em Portugal,por carência económica e os que têm possibilidades continuarão a ir fora e depois dizem que foram passar um fim de semana explendido.Outros foram comprar caramelos...

Desiludam-se,meus amigos.
Já nem vou falar na consciência humana,que se perde em constantes faltas de responsabilidades.Nem no direito â vida.
Já agora votem também na eutanásia.Aí sou favorável se for o próprio conscientemente a dar o seu parecer,sómente em casos que o sofrimento e a dignidade humana seja ultrapassada.Mas repito,os doentes não podem ser mandos "liquidar" a seringadas ou a choques electricos por ordem ou decreto governamental ou dos herdeiros...

Boa vai ela!

Um abraço
MR SIS/SIEDM

eh..eh..eh!

Mário Margaride disse...

Estarei sempre ao lado da justiça. E neste caso concreto do referendo, sou a favor do sim.
De facto não faz sentido, que mulheres que vor várias razões, económicas, sociais, ou porque apenas engravidaram contra a sua própria vontade. Porque apesar de todos os meios cantraceptivos. Que nenhum é infalível! Engradida-se. Dizia eu, não faz sentido dadas essas circunstâncias, essas mulheres além de terem que abortar em condições pouco dignas, ainda serem presas!
De facto é uma crueldade.
Voto no sim, e espero sinseramente que ganhe.
Um abraço.
Mário Margaride.

MRelvas disse...

O sim,não vai resolver nada como disse em cima,meus amigos.Por coerência e apologista da VIDA,sou detreminatemente contra.A justiça caro Mário Margaride começa pela cabecinha das pessoas,que por vezes pensam com a debaixo.Não leve a aml,mas é a minha opinião.Também acho que a lei conforme está permite o aborto em circunstâncais especificadas na lei.Quanto aos "crimes" amigo Mário,podem ser também infracções e não "crimes" na sua verdadeira apologia.Veja como passa de uma transgressão a crime por uma décima no álcool-1,19 g/l de alcool no sangue é infração e 1,20 é crime!!
Referendemos também porque os alcoólicos não podem ser criminosos por beber vinhito...bartucho +é claro que não há dinheirito...


Opções,meus amigos.

EU DIGO:
-NÃO AO ABORTO!
-DIGO SIM À VIDA!

Um abraço meus amigos
MR

MRelvas disse...

Abssinto said...
O aborto...Sou retrógado, machista e cheio de preconceitos, mas sobre esta matéria a minha posição é clara. Penso que a actual lei já serve e é justa. Vamos referendar que democracia é isto.

Abraço!

11:40 AM

Desculpem amigos,trouxe a posição de um amigo que nos visitou durante algum tempo e agora anda daqui arredado...vai à concorrência saudável!
MR

MRelvas disse...

Caro amigo Ludovicus,agora está em 1º no contributers,o amigo Victor está atento!

Peço a todos que participem neste debate de "ideias"!

Cumprimentos

MR

Ludovicus Rex disse...

Eu Voto Sim, para que não continuem a chegar mulheres ás barras do tribunal. Neste referendo cada um vota consoante a sua forma de pensar.
Cada um decide por si.
Eu Voto Sim.

Anónimo disse...

O Voto no sim, serve só para acabar a hipocrisia. Toda a gente sabe que só os pobres, vão parar à cadeia. Os ricos, fazem os abortos no estranjeiro, pois têm dinheiro e até em Portugal, será que não sabem onde é a clínica para o efeito, com ares de tudo legal?
Pois eu sei, fica em Oiã - Aveiro.
Investiguem, e digam-me que não é verdade!
Porque está aberta? Há mais de vinte anos, que faz os abortos a quem pode pagar!
Desculpem o anonimato, mas não quero ser incomodada.
Em Aveiro, arredores e quem tem dinheiro, sabe-o.

MRelvas disse...

Sim é verdade,não é só aí que se pratica a abortagem "ilegal".Mal seja conhecido o refrendo cairão os anúncios comerciais nas fachadas das clínicas já existentes,que há muito o ptraticam e pior levam dinheiro ao estado colocando lá outros actos médicos!

Abraços
MR

JOSÉ FARIA disse...

Meus amigos, longe de mim pactuar com a penalização da mulher que em circunstãncias que só ela sabe, se vê obrigada a abortar.
Continuam os homens a decidir da vida das mulheres: Saltam-lhes em cima e depois crucificam-nas. Até o violador, também causador da gravidez indesejável e da consequente desgraça e humilhação por quem por isso passou ou vai passar e abortar clandestinamente, se não alterarem a lei.
E continua a ser lindo houvir a igreja ou os religiosos a dizerem: A religião não se mistura com política.
E lá vem os Bispos apelarem e fazerem propaganda contra a despenalização do aborto, detorpando a questão ao dizerem "liberalização do Aborto".
A igreja, a igreja, não das "Bispas" que não as há, mas dos Bispos, homens que não engravidam!
Mas atenção! Sou católico! Batizado e cazado pela igreja. Mas a história da igreja católica está cheia de atrocidades, de onde nasceram também alguns pedófilos fazendo parte de seitas da mesma indole.
Ah!. Se algum deles fosse violado por um qualquer e engravidasse.
Se são contra a despenalização do aborto, que fiquem com os filhos de Deus que as suas progenitoras não deviam parir nem criar.
Despenalizar sim, com as devidas avaliações caso a caso e com a assistência médica imprescindível.
AH! Mas porque serão sempre os homens a tomar estas decisões?
Já algumas vez perguntaram às mulheres se eram ou não a favor de cazamentos entre larilas, ou se os mesmos podem profilhar uma criãnça!
Não posso, nem tenho o direito de intervir nesta decisão do meu semelhante só porque é do sexo oposto, a não ser que fosse a minha companheira.

Enfim!?

Um abraço amigos, e não esqueçam, respeitar a opinião de uns e de outros é saudável e democrático.
- Todos aprendemos com troca de ideias e de opiniões.
Só gostava que a igreja não metesse tanto o bedelho nestas questõe. Devia estar tão caladinha!

José Faria

MRelvas disse...

Caro José Faria,viva.

Amigo,hoje a lei do aborto (sim existe uma Lei que diz qual os casos em que se está autorizado a praticar o aborto)já diz lá que em casos de violação pode abortar legalmente em Portugal.
Amigo Faria,uma mentira muitas vezes repetida parece verdade,mas não é.

Agradecia aos amigos que antes de escreverem ou darem a sua opinião leiam a Lei do aborto.

Discordar não é estar contra quem defende as suas ideias.
Simplesmente tentar valer as suas.
Venham a debate sem receios-sem amarras!

Um abraço amigo faria!

MR

Mário Margaride disse...

A amiga Soledade, diz e bem, que a lei actual já permite as ditas excepções.
Sejam: Má formação do feto, perigo de vida da mulher, ou violação.
Até aí estamos de acordo.
Agora diga-me querida amiga, se uma mulher ou adolescente, engravidar. E ATENÇÃO! Os contaceptivos são faliveis.
Dizia eu, se estas mulheres engravidarem contra a sua própria vontade, não terão o direito a abortar, sem ser por esses motivos que a lei prevê? Não serão livres de o fazerem? A questão aqui minha amiga, é que a senhora está de acordo, que essas mulheres, que podem ser uma sua filha ou minha, vão parar à cadeia?
Se assim é estamos conversados.
Porque é disto que se trata. DESPENALIZAÇÃO! É isto que está em causa.
Boa tarde a todos.
Mario Margaride

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas