25 outubro 2006

O PALCO

Sobe o pano, a peça vai começar.
Os actores, entram em palco. O cenário é triste, mas belo.
Vão representar os papéis mais difíceis das suas vidas.
A liberdade, de ser livre!
Ensaiaram bem, estarão concerteza bem preparados, para representar.
No entanto...Ninguém sabe quem é o protagonista.
Olham-se...!
Como que...Assustados...!
Porque o público está à espera, comprou bilhete.
Então...Chegaram à conclusão, que afinal...São todos protagonistas, e figurantes ao mesmo tempo.
Neste enorme teatro, que é a vida, e a liberdade, de ser livre.
Onde ser protagonista, e simultâneamente figurante.
É o grande desafio, do futuro...
Neste palco, onde os cenários de cores cinzentas, pairam sobre as cabeças dos actores...

2 comentários:

david santos disse...

Boa noite, Mário.
Está, na minha perspectiva, muito bem fundamentado. Adorei. Muito perceptível e compreensível.
Um abraço, meu Amigo.
Até sempre: david santso

Leticia Gabian disse...

Dia após dia, o pano sobe e os atores contracenam e interagem entre si. Um dia estamos no palco, noutro somos figuração e ainda há aqueles dias onde somos meros expectadores do que se apresenta ante nossos olhos. É o exercício diário do nosso viver e existir nesse mundo.
Um abraço do Brasil

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas