20 outubro 2006

"Presente" de Ano novo!


A partir de Janeiro do próximo ano, iremos ter a oferta de mais um magnífico "presente" de ano novo, oferecido pela EDP. Com o aumento de 15,7% nas tarifas de electricidade para os consumidores domésticos, decidida pela entidade reguladora do sector (ERSE).
Agora se calhar, teremos que andar para trás no tempo e começarmos outra vez a usar a luz da vela ou o candeeiro a petróleo. Pois por este andar, é insustentável aos portugueses poderem pagar os custos com a electricidade.
No entanto, o ministro da Economia irá anunciar ainda hoje, que os aumentos propostos pela entidade reguladora para os consumidores domésticos, não irão ser superiores a 8%.
Ora num país em crise económica como Portugal, mesmo os ditos 8%, são extraordinariamente excessivos para os consumidores domésticos, principalmente para as famílias mais carenciadas.
Quando sabemos que os aumentos de salários andam na ordem dos 2 a 3% se tanto, não faz o mínimo de sentido este brutal aumento das tarifas eléctricas.
E o mais curioso é que a EDP, apresentou este ano lucros fabulosos!
Não dá para entender!

8 comentários:

MRelvas disse...

Si Mário Margaride,um "pequeno aumento",comparado com os 1,5% para a função pública e sabemos que os outros vencimentos se regulam por aquele...
8% é um "pouquito acima,só um pouquito".
Esatmos no bom (des)caminho.

Abraço
Mário Relvas

Maria Soledade Alves disse...

Pois é Mário Margaride! O "Pai Natal" este ano vem carregadinho... de aumentos!! Quando foi anunciado o aumento de 15,7% nas tarifas de electricidade julguei tratar-se de algo surreal! Cheguei à conclusão que nós portugueses nas mãos deste governo acabaremos todos por ficar apenas de "fio dental". Está a tornar-se insustentável fazer face ao ritmo veloz com que nos brindam com aumentos. Há que fazer algo rápidamente, mas o quê?Como? Quando olho para o lado, só escuto lamentos, injúrias ao governo, mas a verdade é que o povo (a maioria) vai acatando tudo, sem reagir. Lá está, somos um povo de "brandos costumes"...A minha esperança é que o povo não esqueça nas próximas eleições, todos os sacríficios que nos form impostos durnte Longos 4 anos, apesar de ter consciência que os próximos irão de novo para o "poleiro" para governar-se e não governarem o povo. Assim vem acontcendo, governo após governo... Só mesmo "anestesiados" conseguiremos sobreviver...

Um abraço:MªSoledade Alves

Conceição Bernardino disse...

parece que vamos ter que voltar ao tempo dos candeeiros a petroleo.
Só falta mesmo pedirem-nos para ir para as filas do açucar e do arroz.
Um beijinho
ConceiçãoB

Maria Soledade Alves disse...

Uma forma de propestar contra a atitude deste governo, era o povo manifestar-se em massa de uma forma forma simples e silenciosa. Uma bandeira, ou um pano negro em cada janela, era o suficiente para dar a perceber a "panorâmica" do país.
Eu sei que isto é utópico!Quer queiramos aceitar ou não a união em massa dos portugueses só é notória na altura dos "futebois"...
Só uma ideía, claro!...

MªSoledade Alves

MRelvas disse...

Caras amigas,uma bela ideia Soledade,substituamos as bandeiras de Portugal do Scolari,pelas bandeiras da realidade portuguesa-o negro de luto!

A maioria silênciosa prque espera?...

Abraços
MR

MRelvas disse...

Portugal está podre.Os políticos "democratas" pós 25 são mais interesseiros que os anteriores!

Quem não vê tal?

A maioria silenciosa devia colocar uma bandeira negra em cada janela,carro,gaiola,em substituição das bandeiras do Scolari,pelas da realidade actual de Portugal-o negro de Luto!
Decerto o ministro da economia-aquele que terá futuro na F1,ainda diria que lhe estavm a acenar os sócios da Académica...

Abraços
MR

Mário Margaride disse...

Pois meus amigos! Temos que saber nas próximas eleições decidir bem, como sugere a amiga Soledade. Mas o problema! É que este "lote" de governos, que vêm estando na cadeira do poder nos últimos anos. Só mudam as camisolas, pois o resto...é sempre igual!
Temos é que fazer se calhar, outro 25 de Abril! Porque com estes senhores, quer sejam de uma cor ou de outra. É vira o disco e toca o mesmo! Temos é que inventar um novo partido! Se não...não vamos a lado nenhum.
Está mais que provado.
Um abraço a todos.
Mário Margaride.

MRelvas disse...

Caro Mário Margaride,até para se ter um partido aos bocados é preciso dinheiro,logo apoios,e assim se vai a liberdade.Só um grande movimento de cidaddania,empurrando uma pessoa independente seria benigno.Utópico?

Um abraço
MR

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas