21 setembro 2006

Dependência fraudulenta

“O Departamento de Saúde Publica de Massachusetts na América, denuncia aumento de nicotina irregular, nas famosas marcas de tabaco,
Marlboro e Camel”.

A ganância e o despesismo juntam-se em função dos lucros. A falta de respeito, o abuso pela humanidade predomina em arrastar os viciados em nicotina para o abismo.
Não queria usar este termo, (mas afinal existem milhares de formas de praticar terrorismo), de uma maneira mais passiva e duradoira é evidente.
Arrastar novos dependentes e forjar as teias dos adolescentes curiosos de novos prazeres em vogue.
O que já fumam pouco ou nada importa, nicotina a mais ou a menos é indiferente, os fumadores passivos que aproveitem que o tabaco para além de provocar a morte, o preço também está pela hora da morte.
Que vão fazer agora as nossas autoridades governamentais?
Proibir a venda destas marcas ou escrever nas embalagens:
- Alertamos que fumar 10% a mais de nicotina mata mais rápido.
- Deixe de fumar, não se deixe manipular, coma uma pastilha elástica, é o que está a dar.
Bem voltando ao tema...
Mais um problema grave que temos que enfrentar!
Já dizia o nosso saudoso poeta: “Luís de Camões – mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”.


Conceição Bernardino

3 comentários:

MRelvas disse...

Cara Conceição,efectivamente corre a informação que a Tabaqueira fez o mesmo...mão sei se é verdade.
Acontece que não é só problemático para os fumadores passivos,também o é para aqueles que fumam,pois faz pior.Agora vendo pelo lado dos fumdores,verifico que a questão é preocupante,pois custa mais a desabituação a quem fuma,sendo uma dose maior de nicotina.
Bom tema,já não bebo bebidas alcoólicas á cerca de 2 anos e estou nste momento na paragem do tabaco.
Uma lufada de ar fresco ao meu combate!...

Cumprimentos

david santos disse...

Está muito certo, Conceição.
Mas eu sou um dos tais...
Tenho vergonha, mas...
Falo em liberdade, aliás, luto por ela em cada minuto da minha vida, mas, ainda que não queira ou não quisesse, tenho escorraçado a minha. Mas a humanidade é aquilo, em grande parte, claro está, que nós queremos. Parabéns, amiga.
Até sempre.

A. João Soares disse...

Desculpem a petulância de um não fumador mas que sofre os efeitos de «fumador passivo» durante três anos de vida ainda jovem.
Com esse esforço de «fidelização» dos clientes, por parte das tabaqueiras, é uma boa oportunidade para os fumadores pregarem uma grande partida a essas empreas, fazendo um esforço sério para romperem as relações de clientes. Mandem-nas dar uma volta e que fiquem com o seu produto, para nós ficarmos com a nossa saúde.
Isso é fazer uso da nossa liberdade que o amigo David Santos tanto defende, e bem.
Meus amigos, vamos esquecer que há tabaco! é posssível. Basta querer

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas