26 setembro 2006

Prós e Contras para Elites


Já confessei que sou um grande apreciador de Televisão, e que dou muita preferência a programas de informação, debate e afins. Numa das alturas em que fazia o tradicional Zapping pelos canais, encontrei ainda no início o programa Prós e Contras na televisão pública, como agora lhe chamam. Um programa que já teve dias melhores. Sou adepto desse tipo de programas, onde se discutem assuntos predominantes da sociedade, ou um grande acontecimento político ou social. Mas, hoje o tema era a relação entre Portugal e Espanha, e num certo momento começaram as intervenções de pessoas convidadas mas não os principais, reparei que na plateia junto ao platô, estavam vários administradores de empresas bem conhecidas dos Portugueses, Portugal Telecom, EDP, Iberdrola, ENI, Galp Energia entre outros, e então comecei a pensar que ali estavam concentrados os que mais bem pagos são em Portugal a gerir empresas com capital público, onde debateram por exemplo a liberalização do mercado da energia eléctrica, onde sabemos de a liberalização é só no papel e no concreto em nada serve a população. A questão aqui é porque não se lembraram de chamar também as pequenas e médias empresas, para essas sim é necessário, fazer uma avaliação da importância do mercado entre Espanha e Portugal, porque se há-de continuar a insistir no mesmo? Grandes empresas, grandes capitalistas? Um programa da televisão pública elitista como este no meu entender não deveria existir de forma nenhuma. A televisão pública não é um canal elitista e este programa informa sim senhor, mas só leva ali a ouvir-se a voz de quem sempre diz o mesmo, já lá vimos o Major Valentim Loureiro, Mário Soares, Manuel Maria Carrilho, Dias Loureiro entre muitos outros, o facto também que às vezes a min me custa que ninguém fale sobre isto é o facto da moderadora programa, Fátima Campos Ferreira, ser tendenciosa, dar a opinião, manifestar-se sempre em qualquer questão e no meu entender não é esse o objectivo da moderadora. Não entendo que este serviço público esteja também partidarizado. Este é mais um artigo sem dizer bem, mas sim a por o dedo na ferida, e espero que doa bem a quem tiver.

1 comentário:

Anónimo disse...

http://omachadodeguerra.blogspot.com

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas