26 setembro 2006

«Trova do Vento que Passa»

Poema de Manuel Alegre

Cantado por:
Adriano Correia de Oliveira


Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio -- é tudo o que tem
quem vive na servidão.

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

26 comentários:

Rui Tulik disse...

Para aliviar as tensões desye blog nos últimos dias este porema vem na altura certa. Grande Homem, Grande Poeta, Grande Presidente da República daria.

Luís Amado - V. Nova de Gaia disse...

É sempre bom recordar, sobretudo o Adriano Correia de Oliveira, porque o nosso poeta, esse felizmente aínda está entre nós!
Concordo com o Rui Tulik, mas nem todos concordaram e em democracia é mesmo assim...

triste blogue-Maia disse...

Podem crer que o alívio é mais nosso que vosso.Para a próxima convidem o resto dos comunas que andam a pastar neste país.E os tipos que usam bóina quando vão para o trabalho senhores comunas.Metam a voz do povo pelo cu acima e vão trabalhar!!!


Belos Castritas!

O José Afonso se fosse vivo não cantaria as mesmas letras,pois também foi enganado.Um belo cantor com músicas portuguesas,não de comunas!
Aquele que trabalha lá na associação e dá aulas em Esposende é úm bom nabo...um grande comuna!
Ganha 2 ordenados...e depois falam em desemprego!

Soubemos sempre...

Rosa Santos ( Lisboa ) disse...

Eu sou reformada, gosto de ler este blogue, se o sr."triste blogue", que aqui escreve atrás da capa do anonimato,fosse mais educado, teria percebido a filosofia do blogue, decerto não reparou que o blogue é independente, e colabora quem quer, acho que ninguém o ofendeu, mas o senhor que parece que é trabalhador, não sei que faz aqui a esta hora... porventura será mais um consumidor daquilo que os pais lhe deixaram, um trabalhador a estas horas está já na cama para amanhã ir trabalhar.

Mário Margaride disse...

Amigo Rui: Parece que muitos, ainda gostariam de estar em 24 de Abirl de 1974. Este blogue. E pontos de vista diferentes, já estavam a fazer falta à muito tempo! Agradeço Ao meu amigo Victor Simões, por me ter convidado a paricipar neste blogue. Para poder livremente, expressar as minhas opiniões, e ajudar a colocar este blogue no "mapa" do mais incómodos para muitos que já se julgavam "donos" da opinião em Portugal. Há muitos...que ainda não aprenderam a viver em democracia, 32 anos depois da sua instauração!
Um abraço Mário.

Rui Tulik disse...

A min estas tensões ou desagrados de alguns não me incomdam Mário, muito pelo contrário, mas sei respeitar a liberdade dos outos, e que fiquem BEM CLARO, que quando eu aqui falei em Manuel Alegre no que diz respeito à sua candidatura à Presidencia da Republica manifestei a minha opinião e não forçei ninguem a concordar comigo certo senhor Luís Amado?
Obrigado Amigo Mário.
Força Mário é esse o espírito deste blog.

MRelvas disse...

Meus senhores,eu repeitei sempre as opiniões dos outros,escrevi sempre livremente,não posso admitir que um senhor pergunte se não me ensinaram a respeitar...é ridículo alguém que se intitula democrático e independente não saiba que o 25 de Abril teve continuidade no 25 de Novembro onde morreram o Tenente CMD Coimbra e Furriel CMD Pires,para que nós possamos estar em liberdade.Liberdade não é libertinagem,é responsabilidade.Não é impor temas de campanhas de bem dizer e ficar ofendido com opiniões diferentes.Continuo a dizer que sou independente,mas não sou anarca e muito menos comunista.
E senhor MM viver em democracia é respeitar os outros,por isso é que eu me mantive no blog até ontem,(pois já havia pedido para deixar logo quaze no início),até ao seu insulto de rapazinho mimado.Escreva lá as suas poesias,pois já o conhecia antes de colocar aqui a sua foto.
A prepotência de quem acha que só o 25 de Abril tem previlégios e escreve tanto contra os autores deste regime intriga-me.Mas os anarcas são contra tudo e contra todos.


E senhor MM convido-o para um debate frente a frente se siouber o que é isso,sem estar por trás desse aparelho encapuzado onde todos são magníficos,mas olhos nos olhos é muito melhor,a prepotência de alguns termina ou melhor nem começa...
Pelo meu País sou capaz de mrrer,tal como pelos meus ideais.O senhor morreria por quê?pelo PC?pelos trabalhadores contra os patrões?Qualquer dia a sua cruzada será coroada de êxito,não haverá patrões em Portugal,claro está também não haverá trabalhadores...

O seu cinismo é revelador de cobardia...o senhor onde estava no 25 de Abril?Foi de alguma forma magoado por ele?pelos marocas,cunhais e outrs que tais?

Saiba o senhor MM que eu fui convidado para participar neste blog que nem conhecia,aceitei confiando.Não fui eu que disse que faltei ao respeito no comments.

Quanto ao post falso de rosa santos em que fala do horário, a liberdade de horários também faz parte do famigerado 25 de Abril.

Efectivamente senhor MM se me perguntar se eu gostaria de viver antes do 25 de Abril,em África sem ter que ver estea peixeirada em que se tornou esta democracia pestilenta,impregnada de falsos e interesseiros democratas,eu respondo afirmativamente.

Senhr MM não o vi a comentar qualquer assunto sobre deficiência que aqui foi por mim colocado e retirado agora.Qual é o seu humanismo,a sua sensibilidade?
Senhor Victor Simões,agradeço que retire o nome de MRelvas de contributers.Fá-lo-ei daqui de fora sempre que por acaso me lembre de cá vir...

Não acredito no que leio aqui,nem nos nomes de contributers...isto é um blog falso e com intento que não descrevo aqui,mas no sítio certo!

Grita viva Fidel,viva Marx e Lenine,sr MM (este MM tem muitos significados)...
EU GRITO:
-VIVA PORTUGAL!

david santos disse...

Eu vou deixar-me estar ao lado do Rui Tulik, Ufa! Até chispa! Bem, mas ganhei coragem e vou dar o meu parecer, aliás, nem sei se é parecer ou pedido de perdão.
Há certas coisas que nos ocorrem, mas não devemos dizer. Pois pode dar motivo a arrependimentos e, por esta via, intranquilizarmos a nossa consciência.
O arrependimento é uma coisa boa, mas o melhor é não lhe dar origem.
Não sei se possa ter sido eu a causa de algum mal-estar em pessoas que estimo, apesar de não conhecer, mas não há como, de vez enquando, fazermos a nossa própria purga. (De nós próprios, entenda-se, não quero confusão, ufa!)
Eu disse, aqui neste espaço, que não pode ser verdadeiramente livre quem é lacaio de algum partido ou seguidor de uma qualquer religião. Se isto foi mal aceite por alguém, daqui as minhas sinceras desculpas. O que eu não disse, mas devia ter dito é que não sou militante de nenhum partido, mas que sou católico, embora não pratique, nunca o reneguei. Ah, também sou fumador, pior o tiro que a pistola. Por tudo isto, eu também não sou verdadeiramente livre, embora apregoe a liberdade e a paz.
Se algumas daquelas palavras deram motivo para qualquer problema que viesse a existir, aqui estão as minhas desculpas e peço a todos que tragam de novo o bom ambiente a esta casa.
David Santos

MRelvas disse...

Caro David,não, não o censuro,quem sou eu?

Um abraço

Rui Tulik disse...

APELO.

Deixo aqui o meu apelo à pacificação do blog, não me parece que estas discuções sejam um bom contibuto de ninguém, embora entenda a posição de um e de outro, acho que devemos saber entender as posições de outros. Amigos colaboradores deste blog, e MRrelvas, acredite que eu o meu nome é verdadeiro, eu existo sim e emito as minhas opiniões livremente e penso que nunca desrespeitei ninguém,e se o fiz foi sem intenção e aqui peço desculpa.
Este blog não precisa de estar divido mas sim unido em volta da VOZ DO POVO.
Tenho dito.

Rui Tulik Lopes

victor simoes disse...

Caríssimos, estou estupefacto e acho que vou ter de reler todos os comentários para ver se entendo qual o problema gerado.
Na verdade, não entendi o que se passa, gostaria muito sinceramente de fazer um apelo, meus senhores independentemente do campo político, ou da religião em que nos posicionemos, este blogue foi na verdade criado com o intuito de dar VOZ AO CIDADÃO, não vamos fazer deste espaço, um campo de batalha verbal e muito menos um espaço conotado com partidos políticos. É evidente que cada qual nos seus escritos e comentários enforma o seu ponto de vista e opinião, tal é salutar desde que não ultrapasse os limites do razoável, quero dizer as pessoas podem ter pontos de vista diferentes e demonstrá-los sem agressão e na verdade estimular a troca de ideias e opiniões, que é o objectivo deste blogue, pelo direito participativo da cidania aqui exercida na escrita.
Em relação, aos anónimos ou não identificados que aqui escrevem, como refere o MRelvas, amigo, aqui não tem razão, as pessoas que neste blogue colaboram estão identificadas, no mínimo pelo IP do computador que utilizam, e todos IPS são verdadeiros, o máximo que poderemos fazer é alterar a acessibilidade e restringi-la a usuários registados no blogger o que a meu ver (opinião pessoal) restringe a participação do cidadão que se pretende anónimo)esse decisão será aqui tomada em democracia pelos participantes deste blogue... digam-me o que pretendem.
Por último, e respondendo ao Sr.MRelvas, é verdade que já se quis retirar deste blogue e não o fez, porque eu na verdade lhe dei apoio para que ficasse, e continuo a dar meu amigo, na verdade neste blogue, todos são livres de participar e de se retirar também, todos fazem falta dado que o blogue se pretende pluralista e livre, as incompatibilidades directas (confrontos) poderiamos evitar, ou então não comentar, temos tendência a fazê-lo é proprio do ser humano, todos somos humanos, uns com um ponto de vista, outros com outro! Devo dizer que não sou membro de nenhum partido político, servi Portugal como militar oito anos, e estive em teatros de operações como muitos de vós, aliás começei mais cedo que julgo que muita gente, pois sou filho de militar, estive em Angola de 1964/69 e na Guiné-Bissau de 1971 a 1974. Conheci e convivi muito de perto com lendários comandantes, ( aqui fica um grande abraço para o meu especial amigo, Capitão Marcelino (Comandos)Guiné-Bissau e Major Mensurado (Pára-quedista CMDT BCP12 em Bissalanca)!

Um abraço para todos, e mais uma vez um apelo à união em torno daquilo que todos gostam de fazer, comunicar através da escrita.

david santos disse...

Boa noite, Victor. O meu voto vai para que não haja limite de qualquer espécie, quando se trate de crítica seja como e a quem for. Apenas a má educação deve ficar de fora.
Quanto ao nosso amigo Relvas, porque sei ser boa pessoa, aliás, como todos, peço-lhe que continue. Um abraço para todos.

Rui Tulik disse...

Caro Victor Simões, quero dizer lhe que como deve saber já antes escrevi um post, a pedir a pacificação do blog, e concordo em pleno com o seu ponto de vista. Quanto a restingir as opiniões do Blog apenas a pessoas registadas, pois opiniões em desacordo com alguma coisas temos na vida real, e não lhe fugimos, não entendo que isso se faça. De qualquer maneira quero deixar aqui bem acente que eu não pertenço a partido político mas tenho bem acente as minhas ideologias. Força Victor Simões.

Mário Margaride disse...

Concordo plenamente, com a identificação de quem comenta. Eu também dou a minha, e assumo a responsabilidade do que escrevo.
Já agora! Devo dizer que estive em Angola, de 1973 a 1975, na zona dos Dembos, Catete, Quibaxe, e Bula-tumba. A contra gosto, mas estive. Isso, não me faz nem mais, nem menos que ninguém. Isso respondendo, a quem perguntou onde estava no 25 de Abril. Já está respondido.
Claro que todos têm o direito a expressar as suas ideias. A diversidade das ideias neste blogue, é a sua maior riqueza. Por isso, respeitemo-nos uns aos outros.
Deveríamos evitar de nos comentarmos uns aos outros. Acho que deveríamos deixar esse papel a quem nos visita. Este é o meu ponto de vista. Não faz muito sentido estarmos a fazer "fogo cruzado". Quando deveríamos, é expôr as nossas opiniões, levantar as questões que cada um entenda levantar. E deixar os comentários para os visitantes. Talvez um dia se crie aqui um fórum, e aí então, se debatam ideias à volta de um determinado tema.
Boa noite, e um abraço para todos, e especial ao Victor Simões.

Rosa Santos ( Lisboa ) disse...

Boa noite, concordo com a filosofia do blogue, e sou leitora assídua, queria só deixar uma palavrinha ao MRelvas, não sei porque aqui disse que a minha identidade é falsa, nem o que o levou a pensar tal, para esclareçer o senhor, só não sou colaboradora da equipa porque infelizmente as novas tecnologias, para mim são um bicho complicado e por isso me limito a comentar, eu tenho 64 anos, não faço ideia da idade do senhor Relvas, mas pareçe-me ser mais novo, África foi a minha casa até ao 25 Abril de 1974, a minha família foi para lá à procura de uma vida melhor,o que conseguimos, e a seguir à Revolução de Abril, viemos com uma mão à frente e outra atrás. Não é por isso que tenho de criticar, Cunhal, Soares e outros anti-fascistas, o que sei é que o atraso de Portugal se revê na ditadura e que África foi um não tenho nada a perder e arriscar por uma vida melhor, porque meu amigo os tempos eram de fome e miséria, coisa que o senhor desconhece.
Em relação aos Comandos, já disse muitas vezes ao meu filho, que foi Comando de Portugal e muito se orgulha, que é que aprendeu de útil, para a vida e para o futuro? Sabe o que aprendeu? Nada de útil, só tem uma família os Ex-Comandos amigos, sabe para que servem para o desencaminhar para patuscadas e outras coisas assim e a mulher que trabalhe para o sustentar, está desempregado porque não é humilde e não se sujeita ao trabalho, mas saiba sr.MRelvas não foi isso que lhe ensinei, eu trabalhei no tempo da ditadura pelo comer, tinha 7 anos, não tive tempo de ser criança. Não tive as oportunidades que o senhor teve, e o pouco que aprendi foi com muita força de vontade, quando estiver apta a fazer o que o senhor faz, publicar na internet eu cá estarei.
Já agora, não sou comunista, mas fascista muito menos e saudosista só do tempo da fartura, esse foi em África, mas outros seres humanos viviam na penúria e em Portugal, era uma pobreza franciscana ou pior, era miséria.

amiga secreta disse...

Está giro, ( refiro-me à troca de impressões muito amistosas e cavalheirescas ), falam, falam, falam e não dizem nada...! Quem dizia isto? Bem não me recordo, amigo Victor ( o Simões ) , porque o Victor (Homem dos Antigos), que não é ficcionado é de carne e osso, só cá tem o nome no blogue, escrever, (népia, desculpa tens a apresentação)aínda nada escreveste, mas olhem QUE O HOMEM É MESMO dos antigos!!!!
Meu amigo na minha modesta opinião O cavalheiro Relvas,não tem nada de democrático, não quer nada com o "DIABO" será como naquela fabulosa aula de Saúde, no 11º ano de escolaridade, nunca mais me esqueçeu a prof. era freira (religiosa) e um dia diz-nos, que - "DEMOCRACIA = GOVERNO DO DIABO" isto é "DEMO = GOVERNO/ CRACIA = POVO, LOGO GOVERNO DO POVO É GOVERNO DO DIABO " mas gostava de saber, a que propósito é que o "DIABO" É TEIMOSO?

Um grande Bj da amiga secreta!

Perdoem-me, a minha não identificação, mas os Victor's o (Simões e o Antigo), sabem quem sou, se não souberem não vou perdoar-lhes nunca. Aínda não é este ano que regresso à faculdade, está complicado, agora os malandros já têm que trabalhar.

José Faria disse...

Mas a Trova do Vento que Passa, ainda não parou de passar?
Como´foi possível que esta poesia, este Vento que Passa e não pára de passar, tenha levantado tantos cabelos. Tenha desfeito tantos penteados, ao ponto de entornar e deixar fluir sem rumo, tantas emoções e intimidades, tantas formas de ser e de estar, tantas aventuras e feitos pessoais.Penso que Este Vento que Passa, não tem culpa dos cabelos despenteados, penteádos estragados ou perucas arrancadas, e muito menos (que os meus amigos que não conheço mas já os tenho como tal) tenham enveredado por comentários que em nada se coadunam com o prazer de escrever e comunicar.
Eu devo ser o mais novo nestas andanças de comentar e colaborar social e positivamente na Voz do Povo. E adoraria se soubessemos não comentar o que não é digno de registo, quanto mais de comentário.
Só assim não se estragarão penteados nem se perderão perucas.
Acreditem! É perder tempo. É tranformar este convívio salutar, criativo e educativo de comunicação e de opinião, num Jornal de caseira, ou entre casernas. Não façam isso.
Quando nos atirarem com um archote em chama, por favor, deixen-no arder. Se vamos logo todos a correr para o apagar, ficamos todos à volta da fogueira e a queimarmo-nos.
Para quem não quer, não gosta, e não tem liberdade, e que desconheça os valores de cidadania, que os impede de digerir ou saber ouvir opiniões sociais contrárias às suas, sim sociais, que é isso que deve ser esta janela aberta Voz do Povo... Sabem o que devem fazer, sabem... sabem... SABEM...? - Então calem-se!!! Nunca apareçam, porque só estragam, incendeiam, desviam e desvirtuam os valores desta página de muitos e preciosos assuntos e comentários.

david santos disse...

Ó amigo Faria. Boa tarde. Isto está assim meio calado, porque estão todos a cerregar baterias. A trova e o vento, já passaram. Agora está tudo a preparar novo ataque...
Um abração
David

José Faria disse...

Viva Amigo David. Gostei de o conhecer. Gostaria de fazer o mesmo. já tentei pelo copiar e colar a fotografia, mas não dá, se calhar como só comento, não posso.
Paciência. Se for ao www.zefaria.web.pt lá estou.
Já agora aproveito para lhe dizer que sempre procuro orientar-me desta forma:

Quanto melhores forem os cidadãos,
Melhores serão as famílias,
As freguesias,
Os concelhos,
Os Distritos,
as regiões,
o país e o Mundo!

Um abraço!

MRelvas disse...

Cara Rosa Santos,não creio que a senhora possa imputar culpas aos amigos de seu filho,mas sim ao seu filho.Algo falha aí,porque o que se se aprende na vida deve ser consumado.Os Comandos dizem no Código Comando que quem não cumprir deverá ser inexoravelmente privado do seu título.Os comandos não são melhores,nem piores,são diferentes (aqueles que se mantém fiéis,não é fácil...).Por isso minha senhora,eu sou mais novo,não sei se chegarei à sua idade,pois eu tenho um filho que não faz essas asneiras,só quer os pais,mas temos muitos problemas,pois é autista,tem 18 anos,não temos liberdade,vivemos para ele!Mas com o maior respeito lhe digo que o problema de seu filho não são os Comandos.São as faltas de ideais e facilitismos presentes.Ponha-o a trabalhar...ou a viver com dignidade,não faltando ao rwespeito a quem o criou e dedicou a vida!Se leu os meus textos,já retirados,sou um pouco nervoso,sabe,quem não se sente não é filho de boa gente...Agradeço os seus comentários minha cara e amiga Senhora Rosa Santos,não disse nada sobre a suaidntidade,que me lembre,mas sobre o geral...sbe a minha vida não é um marde rosas,mas tmbém não é má...olho para o lado e vejo bem pior e até ajudo,pois assim é!estive 3 dias sem net e hoje por obra e graça do espírito santo regressou...que quer que eu pense desta democracia de conversa da treta!

Os meus cumprimentos...

MRelvas disse...

Caro Victor,não vou falar mais sobre o ssunto!

Dou por findo!

Agradeço-lhe o ter-me convidado.Agradeço-lhe por entender que a pluralidade de opiniões é digna,como digna é a maneira de se confrontar ideias.Caros senhores,isto não começou neste post,mas termina, por mim, aqui!

Abraços

MRelvas disse...

20 comments,não há dúvidas que entra para o guiness.

Cara Rosa,quando puder visite o blog arômas de Portugal e verá lá a minha visão.Apesar de ter começado `a pouco tempo e estar impedido de por este computador durante 3 dias aceder à net e consequentemente àquele meu blog.
Os meus vós maternos,paternos foram para África com o mesmo pretexto que a senhora cara Rosa,não para explorar.Explorados fomos nós quando viemos embora.E olhe que ainda tenho 1 avô vivo com 94 anos feitos em Setembro no dia de Santa Eufémia, padroeira da terra dele Celorico da Beira,mas que vive em casa de meu irmão no Porto!

Bem Hajam!

victor simoes disse...

Amigo, Relvas viva.
Como já alguem aqui disse, julgo que todos gostariamos que aqui voltasse a colocar os seus post's, por mim falo e relanço o apelo à pacificação e meus amigos, o objectivo é a troca de ideias e opiniões, pelo prazer da escrita, não vamos chatearmo-nos por causa da diferença, à espaço a todos.
Bem, o senhor é que sabe, a porta mantem-se aberta.
Cumprimentos

MRelvas disse...

Obrigado amigo Victor!

Quero lhe agradecer publicamente a enorme ajuda que me deu no início do meu blogue e cá voltarei oportunamente!

Obrigado ao David pelos e-mails que trocamos!

Um abraço a todos

Bendix2006 disse...

Bem, esperei pelo final dos comentários e acho que terminaram. A verdade é que os amigos (a maioria), comentaram tudo menos o post, na verdade o poema de Manuel Alegre é dos mais bem conhecidos da poesia Portuguesa, refiro-me à "Trova do Vento que Passa", senão experimentem no Google e introduzam o título do poema e vejam... vejam como não digo nehuma mentira.
Este poema para além de ser um hino, é arte e sobretudo, faz parte da nossa história.

Saudações cordiais a todos os homens de boa vontade e livres como o vento que passa.

Saudações para todos os colaboradores deste blogue,ajudem a manter este espaço que é de todos, como um espaço da " Voz do Povo", talvez a nossa voz, chegue aos destinatários.

MRelvas disse...

Caro Rui,mas alguém disse que o poema era feio,ou a música?Eu gosto muito de ambos,não gostem é que associem cantores à esquerda ou à direita.São cantores portugueses,de intervenção!

Não caro amigo,a tensão dos últimos dias no blog é que não se percebe,ou até sim...

Assim como no seguimento de outro post anterior.Temos que pensar que na área da info,como em td na vida,"os outros são mais espertos que nós",se não perdemos a batalha,aqui felizmente saudável.

Um abraço

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas