27 setembro 2006

Pedido de ajuda...Para Maria Celeste Sousa

Leiam e dêem ponderação a esta notícia que merece toda a nossa atenção!
Às vezes não damos grande ênfase a estes relatos, talvez por não conseguirmos sentir a dor, aflição de um rosto desconhecido que pede socorro.
Gostaria de saber, obter o contacto desta senhora para lhe oferecer os meus préstimos, sou uma simples cidadã sem grandes rendimentos mas o pouco que tenho talvez seja a esperança de uma nova vida.
Se todos contribuíssem com um pouco de humanidade, talvez pudéssemos devolver o sorriso a Maria Celeste Sousa e à sua família.
Esta senhora sofreu um acidente infeliz, que lhe queimou 70% do seu corpo, ficou incapacitada das mãos e o seu rosto transformou-se em chagas consumidas pelas chamas.
Lamento profundamente, que as instituições deste país recusem ajuda,
a esta senhora que apenas quer recuperar a dignidade de viver.
Precisa de 20 mil euros para recuperar parte do seu rosto, não está a pedir a ninguém que lhe faça uma operação plástica para aparecer mais bonita nas revistas dos “Jet Set”, nem em programas televisivos.
Num país onde gastam milhões em mediocridades será que ninguém tem um pouco de consciência, de sensibilização seja ela qual for, para auxiliar
o pedido desta cidadã, que vive com uma reforma de 275 euros mensais?
Deixo este apelo, ajudem esta Senhora!
Espero que me enviem o contacto, pois eu serei a primeira a fazê-lo, deixo aqui o meu contacto de email: conceicao.mami@sapo.pt.


"Tenho vergonha de andar na rua"
Maria Celeste Sousa, 45 anos, residente na freguesia de Arões Santa Cristina, Fafe, sofreu um revés, no início deste ano, que mudou a sua vida para sempre. Jornal de Notícias – 27-09-06

Conceição Bernardino

10 comentários:

Mário Margaride disse...

Dou-lhe razão Conceição. Também li a notícia e irritei-me! Onde para a segurança social! As Misericórdias que pertençem à igreja, as instituições de solidariedade social, onde param?
O nosso país, é de facto uma vergonha!
Olhe minha amiga! Também eu de momento, atravesso dificuldades económicas, se não...teria muito gosto em ajudar.
Mas admiro o seu gesto. Vá em frente!
Um abraço

david santos disse...

Conceição, muito boa tarde.
Admiro tudo o que escreve. Sou fã da sua escrita, embora este caso não tenha muito haver com o que acabo de lhe expor, mas os seus sentimentos comovem-me. Adoro a sua forma de estar na vida. Sinceramente. Mas no caso em questão, a nossa amiga Maria Celeste Sousa, não concordará que façamos daqui um apelo às televisões?
Um abraço, Conceição. Aguardo uma resposta.

david santos disse...

Quando digo daqui, quero dizer, cada um de nossas casas.
Até sempre

José Faria disse...

Ah! A Santa Casa de Misericórdia que misericórdia tem? Para onde vão os lucros fabulosos? Essas receitas semanais que a tantos "rouba"com promessas de riqueza fácil, com os jogos de azar, que alienam e desgraçam tanta gente à procura de milagres em euros? Não são para socorrerem os infelizes, para prestarem misericórdia aos que mais precisam e são vítimas do acaso ou de injustiças sociais?
O J.N que é o meu Jornal e que tanto prezo, tem feito milagres ao manter há longos anos uma coluna de angariação de fundos e de solidariedade para com os abandonados da Segurança Social e dos Serviços de Saúde do país. Tem sido graças à iniciativa de longa data deste Jornal que muitos problemas sociais e familiares têm sido resolvidos. Pena é eu nunca ter visto na lista de ofertas, nomes pomposos, juntas de freguesia, Câmaras Municipais, nem sequer nomes de figuras públicas cheias de empregos, ordenados e benesses que recebem por serem figuram públicas com tantas “responsabilidades” e pouco trabalho a bem da comunidade.
Sempre que aparece uma doença mais complicada, logo surge o peditório para custear o seu tratamento em CUBA. (não gostam nada de Cuba mas os nossos doentes continuam a correr para lá se quiserem ser curados. Pois porque cá, o que melhor temos é não se gostar de Cuba!)nem de se evoluir na saúde e na Misericórdia ou soldariedade.
Por favor não misturem políticas ou sistemas políticos. Estou a falar da falta de capacidade dos nossos serviços Estatais de Saúde que não são capazes de resolver os problemas internos relativamente às doenças que vão surgindo nos nossos concidadãos.
Eu não vou dizer que o Estado ou a política de saúde do país andam perdidos, e que para eles só o lucro é que vale, obrigando a pagar tratamentos e internamentos, mesmo áqueles que há muitos descontam para o sistema, (hoje sabem que estão a ser roubados!)Quero é dizer que o que se passa com esta nossa concidadã é inadmissível. É uma vergonha para o Serviço Nacional de Saúde que temos! E é aí que se deve bater sempre. Onde está o Servíço Nacional de Saúde? Onde está a Santa Casa de Misericórdia, e as outras tantas e tantas instituiçoes que se assumem de solidariedade e prontas a responder a estas situações?
Não me obriguem a acreditar que em Portugal não há instituições de solidariedade; nem Santas Casas de Mesirecórdia e muito menos de Servíço Nacional de Saúde.
Vou já para cuba, onde o respeito pela doença e a preservação da saúde são verdadeiros. São a sério e não um negócio(!?)

Conceição Bernardino disse...

Quero desde já agradecer a todos pelo carinho que demonstraram pelo caso.
Eu particularmente não conheço a senhora apesar de ter pedido informações ao JN.
Já enviei um pedido igual a este para algumas televisões vamos ver o que fazem pela senhora ou se irão fazer alguma coisa.
Desde já quero também agradecer `voz do povo por nos dar esta oportunidade de expormos o que nos incomoda a todos neste país.
Quanto ao resto nem é bom eu comentar, porque me revolta demais certas atitudes dos nossos governantes e instituições que se aproveitam da desgraça alheia.
Um muito obrigado para todos.

Conceição Bernardino
Abraços

Mário
David
José
estou convosco e com todos neste blog e no mundo

victor simoes disse...

Olá, Conceição! Hoje já cheguei muito tarde e só agora vim ver as publicações, na verdade este post, mostra uma grande sensibilidade da sua parte, à causa social. É muito importante este tipo de solicitação, e acredito que alguma entidade se venha a interessar e autopropor-se para ajudar.
A Voz do Povo, deve e pode também ajudar quem precisa, todos nós podemos fazer algo, como por exemplo, passar esta informação ao máximo de pessoas que conhecemos, via e-mail, link de blogue etc.
A meu ver e desde que uma entidade idónea, ( porque não um Banco a patrocinar a abertura de uma conta, para depósito de donativos!)se organize no sentido de criar uma forma de canalizar para a D.Maria Celeste, as ajudas.
Também acredito, que algum cirurgião, venha a oferecer os seus préstimos graciosos... mas na verdade, este post, traduz o caricato, de até termos muitas opções em termos de unidades de saúde e competência, mas tudo a custar muito dinheiro. E um Estado demissionário destas e outras causas, um Estado survedor até das migalhas dos pobres (que são os que vão pagando, até 2ª vez, os mesmos impostos, porque extraviaram o comprovativo, mas aos pobres, até a camisa se lhes tira e nada prescreve) que deixa prescrever milhões de euros de fugas e evasões fiscais cometidas por profissionais da burla ( é o que vemos).
Voltando ao assunto, a minha colaboração pessoal, poderei fazê-la num donativo dentro das minhas possibilidades a enviar para a dita entidade, e porque não directamente para a D. Celeste, desde que tenhamos forma de o fazer, divulgar o texto da nossa amiga Conceição via e-mail, para o maior número de pessoas que conhecemos, também ajudará, embora pense, que primeiro deveriamos ter uma entidade, ou o contacto da própria e então sim efectuar uma divulgação massiva de um problema que gostariamos de ajudar a resolver... eu acredito Conceição, os portugueses, são solidários e já o demonstraram mais que uma vez.

Um grande abraço

A. João Soares disse...

Já nada há é preciso acrescentar ao que está dito.
Felicito a Conceição pela sua iniciativa. Concordo por inteiro com as palavras de Vítor Simões. Estou convosco. Uma das acções será divulgar este caso pelos e-amigos, através de e-mail
Abraço de solidariedade

Conceição Bernardino disse...

Como todos podem ler eu já pedi ao JN que me enviasse o contacto da senhora, mas ainda não obtive resposta. Espero que o façam para podermos ajudar esta senhor da melhor forma já mandei emails para as televisões e também para vários amigos. Não sei de que forma encontar esta senhora...
Muito obrigada a todos pelo carinho demonstrado pelo caso desta senhora.
Conceição Bernardino

MRelvas disse...

Conceição,só hoje tive net...Estou aqui para me congratular com o tema que aquiz colocou e mostrar a minha solidariedade no que me for possível.

O humanismo é a real riqueza que me move!

Bem haja!

Arões disse...

eu moro na freguesia desta senhora e realmente ele tem literalemente medo de sair à rua.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas