08 outubro 2006

Palavras, que nada dizem

O vazio das palavras cinzentas
Cheias de nada, sem conteúdo
Palavras ocas, sem sentido
Querendo dizer tudo, não dizem nada

Palavras vâs, vazias, nuas
Ditas sem nexo, palavras avulsas
Nada dizendo, nada significam
Palavras, apenas palavras

Palavras soltas, mas vazias
Desconexas, sem sentido
Palavras ditas, escritas, estéreis
Palavras, que nada dizem...

Apenas, palavras gastas
Que desgastam, de nada dizerem
Palavras frias, caladas, triviais
Sem garra, pachorrentas, banais

Palavras que não falam, não gritam
Não denunciam, para que servem afinal!
Palavras mudas, que não questionam...Para que servem?
Para colorir...livros cor-de-rosa!

Palavras que não doam, que não exaltem
São ocas, são falsas, são hipócritas
Então que se calem!
Se nada têm, para dizer.

2 comentários:

MRelvas disse...

Caro Mário.As palavras são como as cerejas,quando são boas...umas puxam as outras.Claro está, que alguns temas são para desenvolver e comentar.Não calar!
Naqueles posts está a realidade dos portugueses.

um abraço
Mário Relvas

WALDE disse...

cuesta pensar que hay palabras que no digan nada de nada... muchas veces esconden sentidos, tratan de decir algo más allá de lo que suena.
Un saludo grande, me gusta mucho tu post.

Prémio

Prémio
Atribuído Pela nossa querida amiga e colaboradora deste espaço, a Marcela Isabel Silveira. Em meu nome, e dos nossos colaboradores, OBRIGADO.

Indicadores de Interesse

My Popularity (by popuri.us)

DESDE 11 DE JUNHO DE 2010

free counters

Twitter

eXTReMe Tracker

Etiquetas